AMAZONAS CULTURA POLÍCIA

Agências da ONU reforçam atuação no Estado em combate à exploração sexual de meninas e mulheres no Festival de Parintins

Servidores estaduais serão mobilizados para saber como tratar os casos

O Governo do Amazonas e as agências da Organização das Nações Unidas (ONU) estão unindo forças para tornar o 57º Festival de Parintins ainda mais seguro para crianças, adolescentes e mulheres. A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) assinou dois termos de Cooperação Técnica para reforçar as ações conjuntas de combate à exploração sexual e violência de gênero.

As parcerias foram firmadas com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa), durante evento da última sexta-feira (22/03), em Parintins, distante 369 quilômetros de Manaus.

Ao lado dos servidores do Estado, as agências vão reforçar o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e à violência de gênero contra mulher, durante o período em que o movimento na cidade é intenso com a presença de visitantes.

Este é o segundo ano consecutivo em que as medidas são fortalecidas no município, durante o festival. Em 2023, o Unicef treinou conselheiros tutelares de Parintins e capacitou os servidores do executivo estadual que atuaram durante a festa.

Jussara Pedrosa, secretária titular da Sejusc, ressaltou a importância de reforçar a parceria e avançar na política de combate à violência para grandes eventos no Amazonas. “São agências da ONU que estarão nos apoiando, principalmente, no período do festival, com capacitação dos técnicos para fazer as abordagens necessárias durante o período do festival”, enfatizou Jussara.

Agora, com o termo assinado, as três instituições irão definir quais serão as atividades levadas para o período do festival.

Parcerias
Este ano, além de reciclar o treinamento do Unicef que teve como foco as crianças e adolescentes, a Unfpa, que atua na política de combate à violência contra mulheres, soma esforços à campanha para fortalecer a pauta de combate a todo tipo de violência contra as mulheres.

Representante do Unicef, Rayanne Cristine França reforçou que a iniciativa é o início de um processo de sistematização das ações no estado e como o Amazonas poderá ser referência na garantia dos direitos infantojuvenis.

“Na primeira fase dessa cooperação nós trabalhamos com algumas ações que envolvem os adolescentes, os sistemas de garantias de direitos. A ideia também é que nós possamos sistematizar todo esse material e ele ser referência, que nasce a partir de Parintins e que sirva para o Carnaval, São João e outras grandes festas, porque isso também é um grande passo para a gente pensar na garantia de direitos de cada adolescente”, declarou a representante.

A novidade para 2024 é a entrada do Unfpa na parceria, garantido que toda a estratégia também seja voltada para o combate à violência contra mulheres, conforme destacou Débora Rodrigues, representante do Fundo no Amazonas. “Essa parceria leva uma campanha para o Festival de Parintins focada na prevenção e enfrentamento de qualquer tipo de assédio e violência contra mulheres e meninas”, concluiu Débora.

Fonte: UGPE

Foto: Tiago Correa

Postagens relacionadas

Cenário atual das ouvidorias brasileiras e aspectos digitais serão destaques no primeiro dia do Simpósio Nacional de Ouvidorias

amazonaspix@gmail.com

Prefeitura de Coari abre inscrições para modalidades esportivas oferecidas pelo Centro de Treinamento de Artes Marciais

Paulo Apurina

“Não há vontade política para a BR-319”, afirma Sérgio Kruke

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights