POLÍTICA

Aleam contribuiu com maior investimento no esporte aprovando emendas impositivas

O encerramento dos jogos olímpicos com o Brasil tendo o melhor desempenho da história, trazendo 21 medalhas, sendo sete de ouro e marcas recordes, trouxe a discussão sobre a importância do incentivo ao esporte e ressurge a discussão sobre os benefícios do esporte para a juventude.

No Amazonas, o segmento desportivo recebeu a atenção dos deputados estaduais com o aumento do valor total de emendas destinadas: houve um crecimento de cerca de R$ 800 mil em 2021, com 28 emendas totalizando R$ 3.950.484,00, enquanto no ano de 2020 o total de emendas para o esporte foi de R$ 3.122.602,02.

Para o presidente da Comissão de Esporte e Lazer da Assembleia, deputado Abdala Fraxe (Podemos) todo o avanço no sentido de investimento na área de esportes impacta na qualidade de vida da população. “O aumento de emendas para a área de esportes proporciona o desenvolvimento de futuros atletas e também em relação à saúde de toda a população, refletindo em menos doenças crônicas, por exemplo. É nesse sentido que trabalhamos na comissão: não apenas nos preocupando em revelar novos talentos, mas prezando pela saúde física e mental da população como um todo”, afirmou.

Entre as aplicações das emendas de 2021 para a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (FAAR), foram destinados pela deputada Alessandra Campêlo (MDB) R$ 200 mil para aquisição de novos equipamentos, em Manaus; R$ 50 mil para a Associação Manaus Cavaliers de Futebol Americano para a aquisição de equipamentos esportivos e R$ 50 mil para a realização de eventos esportivos, em Manacapuru (distante 68 km de Manaus); R$ 50 mil para aquisição de material esportivo para o município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 km de Manaus), solicitado pelo deputado João Luiz (Republicanos), que servirá de ferramenta de inclusão no município; R$ 500 mil para a construção de dois campos society de futebol no município de Apuí (distante 453 km de Manaus), por solicitação do deputado Dr. Gomes (PSC); R$100 mil solicitados pelo deputado Josué Neto (Patriota) visando à realização do Campeonato Amazonense de Fisiculturismo e Fitness 2021, além da 17ª Copa Manaus de Fisiculturismo e Fitness 2021, em Manaus; e R$ 100 mil com a finalidade de atender ao IMOABJ – Instituto Mundial Osvaldo Alves Brazilian Jiu Jitsu, na aquisição de material solicitado pelo deputado Delegado Péricles (PSL).

Auxílio emergencial

Na propositura de Projetos de Lei, o destaque de 2021 para o esporte amazonense foi a aprovação do auxílio emergencial estadual para os atletas e profissionais de educação física, aprovado em abril deste ano, no valor de R$ 600, que deverão ser pagos em três parcelas de R$ 200 aos profissionais da Educação Física e atletas do Estado do Amazonas em situação de vulnerabilidade social agravada pela pandemia. O auxílio começou a ser pago em julho passado pela Fundação Amazonas de Alto Rendimento (FAAR), na Arena da Amazônia, bairro Chapada, zona centro-Sul de Manaus.

Em tramitação na Assembleia consta o Projeto de Lei Nº 293/2021, apresentado pelo deputado estadual Adjuto Afonso (PDT), em junho deste ano, e propõe as diretrizes gerais para as políticas de Fomento e Incentivo ao Esporte no Amazonas. As políticas dizem respeito à possibilidade de concessão de Incentivo Fiscal às empresas estabelecidas no Estado do Amazonas que financiarem projeto de cunho esportivo e paradesportivo, mediante patrocínio ou doação e previamente aprovado pelo Conselho Estadual de Esporte.

“Com isso podemos inaugurar um novo momento no esporte amazonense, onde inúmeros atletas têm se destacado em diversas modalidades esportivas no Brasil e no mundo (competições do Tiro com Arco; Campeonato Jiu-Jitsu; Natação; Copa Mundo; Paralímpico; Atletismo; Judô, MMA; Handebol; Futsal; Ciclismo; Ginástica Rítmica etc.), os quais buscam e necessitam ter apoio e patrocínio esportivo, sonho da maioria dos atletas brasileiros”, afirmou o parlamentar.

Vistoria de instalações desportivas

Em 2019, um Projeto de Lei de autoria do deputado estadual João Luiz (Republicanos) se tornou a Lei Estadual Nº 4992/2019, que dispõe sobre a obrigatoriedade de laudo de vitoria e aprovação do Corpo de Bombeiros, habite-se das prefeituras e de brigadistas em instalações desportivas com alojamentos de atletas. Segundo o deputado, o objetivo é evitar tragédias e desastres envolvendo incêndios, como os incêndios que destruíram os alojamentos do Flamengo e Bangu.

Bolsas de estudos

Para incentivar os talentos desde a juventude, o presidente da Assembleia, deputado estadual Roberto Cidade (PV), propôs ano passado, o Projeto de Lei Nº 388/2020, sobre a concessão pelo Poder Executivo de isenção fiscal a instituições de ensino médio e superior que forneçam bolsas de estudos a atletas em situação de hipossuficiência.

Ainda tramitando na Assembleia, o projeto prevê que o poder executivo possa conceder isenção fiscal a instituições de ensino médio e superior que forneçam bolsas de estudos a atletas em situação de hipossuficiência, na proporção do valor da mensalidade e do material didático e esportivo a ser fornecido pela entidade escolar aos alunos. “Oportunizar aos nossos jovens de baixa renda o acesso à educação de qualidade é agir diretamente no combate à criminalidade, além de apresentar um novo meio para que estes jovens cheguem ao mercado de trabalho preparados qualificados”, justificou Cidade.

Via DIRCOM ALEAM

Postagens relacionadas

Mais de 127 mil mulheres foram atendidas em ação inédita de enfrentamento à violência e aprimoramento de proteção às vítimas no País

Paulo Apurina

Governador Wilson Lima inaugura CICC-L, entrega viaturas e reforça efetivo policial em Itacoatiara

Luan Brito

Barraco na CPI do Covidão Ao Vivo

Paulo Apurina