AMAZONAS ECONOMIA

Caio André destaca exploração do potássio como nova alternativa econômica para o Amazonas

Ao todo, iniciativa deve gerar 17 mil empregos diretos e indiretos, quando a atividade estiver em operação

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (União Brasil), usou a tribuna do plenário Adriano Jorge para destacar a entrega da primeira licença ambiental para instalação do projeto “Potássio Autazes”, no município a 113 quilômetros de Manaus. O parlamentar destacou que, ainda na fase de instalação da atividade, devem ser gerados 2,6 mil postos diretos de trabalho e 17 mil empregos diretos e indiretos, com a operação completa.

A entrega foi feita pelo governador Wilson Lima (União Brasil) na última segunda-feira (08/04).

“Depois de aproximadamente 50 anos nós estamos tendo, finalmente, uma nova alternativa econômica para o estado do Amazonas. Uma nova alternativa que é tão buscada por todos os munícipes da cidade de Manaus, e por todos do Amazonas. Hoje, através do governador Wilson Lima, nós estamos dando o pontapé inicial para esse novo modal econômico”, destacou Caio André.

“A exploração do minério dará para a população uma nova alternativa, além dos trabalhos, uma nova forma do país consumir. Só o que será produzido aqui no Amazonas será capaz de suprir 80% do que é consumido de fertilizante em todo o país. O que aconteceu ontem será contado nos livros de história para os nossos filhos e nossos netos”, completou Caio André.

Licença – A licença foi concedida à empresa responsável pelo projeto, que anunciou a descoberta em 2010, após obter autorização para prospectar a área. Para conceder a licença, o Governo do Amazonas considerou todas as condicionantes ambientais vigentes.

O potássio é matéria-prima para a produção de fertilizantes e, com produção realizada no Amazonas, passará a ser a maior do país, atendendo 80% da demanda nacional e reduzindo a importação do minério.

O presidente da CMM, destacou a importância do empreendimento para o povo Mura, que vive na região e terá as terras indígenas preservadas, além de serem beneficiados com o crescimento socioeconômico local. O parlamentar falou sobre o projeto de preservação da cultura dos povos originários e do meio ambiente.

“Nós temos tecnologia hoje, no mundo e no Brasil, para que a exploração desse minério aconteça de forma responsável, e é isso que vai acontecer lá em Autazes, e é por isso que nós estamos dando graças a Deus e um muito obrigado a todos os envolvidos e principalmente ao Governo do Amazonas e ao governador Wilson Lima”, afirmou Caio André.

O projeto Potássio Autazes permitirá maior competitividade do produto feito na região, em relação ao produto importado, beneficiando a economia local. —

Via Diretoria de Comunicação da CMM

#cmm #potassioam #economia #amazonas

Postagens relacionadas

Governo do Amazonas inicia recadastramento obrigatório para todos os servidores estaduais

Vilhena

Com mais de 1,1 mil toneladas de alimentos distribuídos, Wilson Lima destaca parcerias para minimizar impactos da estiagem

Jamil Maciel

Deputados estaduais do AM parabenizam realização de mutirão de vacinação de adolescentes e forte adesão do público

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights