CULTURA

De Manaus, ‘Nosso Centro’ é apresentado em evento internacional de casos de regeneração urbana da Iurc

Estudos de casos de reabilitação de centros históricos foram o destaque do primeiro dia do encontro internacional realizado em Bilbao, na Espanha, dentro da agenda do Programa Internacional de Cooperação Urbana (Iurc) América Latina, do qual a Prefeitura de Manaus participa até esta sexta-feira, 20/10.

O primeiro dia da agenda internacional contou com recepção dos organizadores e debates em grupos temáticos, além de apresentação dos delegados de cada região/país/cidade, finalizando com uma palestra sobre regeneração urbana de Milão (Itália) e São Paulo, feita pelo oficial de planejamento urbano da Commune di Milano, Francesco Vescovi, e pelo assessor sênior da Secretaria de Urbanismo e Licenciamento da Prefeitura de São Paulo, Pedro Martin Fernandes, respectivamente.

“Participamos, ativamente, dentro do termo de cooperação assinado com a Iurc, de diversas ações, trabalhos temáticos e intercâmbio rico em troca de experiências, buscando a reabilitação de áreas históricas, resiliência urbana e atuação em transformações urbanas, como estamos desenvolvendo agora, nesta agenda. Falamos dos projetos desenvolvidos e lançados pelo prefeito David Almeida, como as obras do ‘Nosso Centro’”, explicou o vice-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), arquiteto e urbanista Claudemir Andrade. Ele viajou a convite e tem as despesas pagas pela União Europeia.

Nesta quinta-feira, 19/10, o encontro contou com visita à Câmara Municipal de Bilbao, com apresentações de projetos estratégicos pelo conselheiro Asier Abaunzua, e do programa Bilbao Ria 200, criado a partir de uma parceria público-privada para fazer a gestão das iniciativas de regeneração urbana, com financiamento das intervenções utilizando fundos interinstitucionais e europeus, bem como lucros provenientes da venda de terras públicas reconstruídas. Pela tarde, o grupo conheceu o patrimônio industrial da cidade, incluindo um passeio de barco até o mar, na ponte Bizkaiko Zubia. A transformação da cidade começou com a inauguração do Museu Guggenheim Bilbao, sendo um case de regeneração urbana, da transformação de áreas abandonadas e do desenvolvimento pós-industrial.

Bélgica
Na sequência, de 23 a 24 de outubro, Manaus participa do evento anual da Iurc, em Bruxelas, na Bélgica, com a apresentação de estudos de casos de sucesso, visão geral dos impactos globais do programa e oportunidades de conexão e insights com especialistas de alto nível.

Para o vice-presidente do Implurb, o projeto “Nosso Centro” se encaixa perfeitamente no debate. O programa de Manaus fortalece a identidade do centro da capital amazonense, por meio de intervenções no domínio público, com legado para a arquitetura e desenvolvimento urbano inovador, juntamente com melhorias previstas para sustentabilidade, habitabilidade e regeneração urbana.

“No Centro, estamos reativando espaços existentes e criando um amplo ambiente público, que vai desempenhar um papel fundamental na vida dos moradores do entorno, dos visitantes e turistas de Manaus. Será um local do encontro entre os diferentes grupos culturais e sociais, composto de mirante, largo e casarões revitalizados, mas também pelas ruas, para a prática da caminhabilidade, com acesso completamente gratuito”, explicou Andrade.

Anual
A Iurc América do Norte e a América Latina organizam o evento, em combinação com o evento anual Iurc Global, que acontecerá em Bruxelas, de 23 a 24 de outubro de 2023. Cidades, áreas metropolitanas e regiões participantes do programa e as áreas geográficas da América Latina vão apresentar os destaques da sua participação, as lições aprendidas e as aspirações para o futuro da sua cooperação. Além disso, os representantes terão a oportunidade de estabelecer redes e trocar ideias para desafios semelhantes no desenvolvimento urbano sustentável.

Reabilitação
Desde 2021, Manaus integra o programa Iurc América Latina, tendo como cidade-irmã Nápoles, na Itália. A prefeitura, via Implurb, assinou um termo de cooperação internacional, oficializando os trabalhos para acelerar o desenvolvimento urbano em governos com objetivos semelhantes.

As duas cidades-metrópoles compartilham experiências urbanas, arquitetônicas e de patrimônio, com diferentes estratégias e ações voltadas para a preservação dos seus territórios.

Fonte: Implurb

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Alegria e encanto marcam a 2ª ação do projeto ‘Circo na Escola 2023 ‘, da Prefeitura de Manaus, no bairro Mauazinho

Jamil Maciel

Roberto Cidade participa de entrega de obras e abertura da 1ª  Olimpíada Indígena Saterê Mawé, em Maués

Paulo Apurina

Casa de Praia Zezinho Corrêa divulga agenda de shows para este fim de semana

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights