ESPORTE

Estaduais 2024: Brocador, Dourado… veja os veteranos que tentam último brilho

Medalhões em fim de carreira voltam a se espalhar pelos Estaduais e vão ter nova oportunidade de aparecer no cenário nacional

Além da tradição centenária, os Estaduais servem para revelar bons valores para o futebol brasileiro e resgatar alguns jogadores que já foram protagonistas em grandes clubes. Em 2024 não será diferente, e a turma de veteranos atual se espalhou por equipes de menor expressão. Nomes como Hernane Brocador, Dourado, Jobson, goleiro Felipe, entre outros, vão tentar o último brilho com a bola de Norte a Sul. O Jogada10 fez um levantamento sobre a geração dos quase quarentões. Veja os detalhes abaixo.

O futebol paulista, claro, reúne o maior número de rostos conhecidos. Por oferecer um campeonato mais competitivo, melhores condições financeiras e por abrigar mais clubes (16, no total). Assim, dezenas de medalhões querem provar que ainda merecem bons contratos nas principais divisões nacionais, no segundo semestre.

O Rio, por sua vez, também costumava ser um reduto de antigas feras da bola. Entretanto, desta vez, a maioria dos times preferiu apostar em jovens emprestados por Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco. Foi o que fizeram, por exemplo, Boavista e Madureira, que surgem com média de idade no elenco muito mais baixa do que nas temporadas com Carlos Alberto, Leandrão, Odvan, Souza Caveirão etc.

Veja a lista de veteranos nos Estaduais:

• Hernane Brocador – Portuguesa-RJ
O atacante, ex-Flamengo, Grêmio e Sport, está com 37 anos e vem tentando manter a chama acesa. Com bem menos gols do que quando estourou no Rubro-Negro carioca, o Brocador vai ter a chance de enfrentar os grandes cariocas mais uma vez. Em 2023, defendeu o Brasiliense e marcou dez vezes.

Atacante Hernane Brocador jogará o Estadual do Rio pela Lusa – Foto: Nathan Diniz / AAP

• Henrique Dourado – Portuguesa-SP
Outro goleador de casa nova é Dourado. Após passagem frustrada pelo Cruzeiro, o centroavante, chamado de Ceifador, vai disputar o Paulistão pela Portuguesa, que vem ressurgindo no cenário regional e nacional. Ele faz 35 anos em setembro.

Henrique Dourado fechou contrato om a Portuguesa para jogar o Paulistão – Foto: Divulgação/Portuguesa

 Felipe – Sampaio Corrêa-MA
Ex-goleiro de Corinthians e Flamengo, Felipe perdeu espaço na elite há muitos anos, mas segue firme na carreira. Em 2023 foi o camisa 1 do Santa Rosa, do Pará, e agora partiu para o Maranhão para tentar fazer seu clube novamente campeão no Estado.

Goleiro Felip, ex-Fla e Corinthians, está no Sampaio Correa-MA – Reprodução/Instagram

• Jobson – Rio Branco-AC
Com uma carreira cheia de polêmicas, Jobson fez 35 anos e está longe da melhor forma física. Por isso, não tem a mesma explosão de seus tempos de Botafogo. Mesmo assim, guarda seus gols como andarilho da bola. Desta vez, volta ao Rio Branco para jogar o Acrezão-2024.

Jobson segue na luta para não encerrar a carreira e defenderá o Rio Branco-AC – Divulgação/Rio Branco

Outros destaques:

Thiago Ribeiro, atacante de 37 anos (ex-Cruzeiro e São Paulo), no Catanduva-SP
Camilo, meia de 37 anos (ex-Botafogo e Internaional), no Remo
Kieza, atacante de 37 anos (ex-Botafogo e Fluminense) no Rio Branco-ES
Muriqui, atacante de 37 anos (ex-Vasco e Atlético-MG), no Joinville
Bernardo, meia de 33 anos (ex-Vasco, Palmeiras e Santos), no Brasiliense
Bruno Silva, volante de 37 anos (ex-Botafogo e Cruzeiro), no Joinville
Fernando Henrique, goleiro de 40 anos (ex-Fluminense e Ceará), na Portuguesa-SP
Sidão, goleiro de 39 anos (ex-São Paulo e Vasco), no Azuriz-PR

Thiago Ribeiro foi registrado como jogador do Catanduva, da Série A3 – Foto: Reprodução/BID CBF

Veteranos que ainda estão em alta

Mas não é só em times pequenos que os veteranos estão. Afinal, muitos seguem em alta, vão jogar os Estaduais e já tem contrato para disputar a Série A. São craques como Hulk, de 37 anos no Atlético-MG, Marcelo, de 35 anos, Fábio, 43 anos, Felipe Melo, 40 anos, no Fluminense; Geromel, de 37 anos no Grêmio; Rafinha, de 38 anos no São Paulo; Nenê, 41 anos no Juventude.

E os sem clube e recém-aposentados?

Algumas feras deram adeus ao futebol ao longo de 2023, depois de duas décadas de serviços prestados. Foram vários nomes de destaque, como os zagueiros Réver e Miranda, o lateral Filipe Luís, os meias Thiago Neves e Bruno César e o atacante Ricardo Oliveira.

Outros ainda não se aposentaram formalmente, mas vem tendo dificuldades para encontrar um time para jogar e, a princípio, estão fora dos Estaduais. Os atacantes Jorge Henrique, de 40 anos, e Walter, de 34, que luta contra o excesso de peso, são dois dos mais famosos. O ex-Porto, Flu e Goiás, aliás, fechou com o Revisar para o jogar o Paranaense de Fu7 de 2024.

Walter jogou por Afogados, Pelotas e São Borja em 2023 e foi para o Fut7 – Foto: Divulgação/Pelotas

Fonte: Jogada 10

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Neymar e Bruna Biancardi ensaiam reconciliação e passam feriado juntos

Jamil Maciel

Prefeito David Almeida destaca investimentos no esporte durante abertura da ‘Copa Zico’

Jamil Maciel

Prefeito David Almeida destaca investimentos para transformar Manaus na capital da pesca esportiva

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights