BRASIL EDUCAÇÃO

Estudante da rede pública estadual representa o Amazonas no quadro Pequenos Gênios da rede Globo

Luan Gama foi selecionado entre diversos alunos do país e será a primeira criança a representar o estado

O estudante Luan Gama, de 10 anos, da Escola Estadual (EE) Libertador Simon Bolívar, localizada na zona centro-sul de Manaus, representará o Amazonas no quadro “Pequenos Gênios”, do programa “Domingão com Huck”, da rede Globo. A atração irá ao ar neste domingo (09/07), às 17h (horário de Manaus).

Luan será a primeira criança do Amazonas a participar do quadro no programa, que reúne estudantes de diferentes estados. Para o pequeno gênio, que aprendeu a ler aos 3 anos e se destaca em Matemática, Raciocínio Lógico, Português e Geografia, a expectativa de participar da disputa é grande.

“Convido todos a assistirem domingo e, também, a torcerem por mim. Eu vou representar nosso estado sendo um dos Pequenos Gênios de 2023. Estou muito feliz com essa oportunidade”, afirmou a criança.

O aluno disse, ainda, que quando o quadro do dominical estreou percebeu que conseguia resolver as expressões matemáticas apresentadas no programa com facilidade. “Às vezes, eu falava a resposta correta primeiro que os participantes e pedi para a minha mãe me inscrever”, relatou Luan.

Para a mãe de Luan, Lara Gama, a seleção do filho para participar do programa foi uma surpresa. Ela contou que a princípio só inscreveu o pequeno gênio a pedido dele, mas que pensava que as escolhas dos participantes eram todas “cartas marcadas” e que não chegariam a Luan.

“Eu realmente fiquei surpresa. Fiz uma inscrição muito despretensiosa. Preenchi o formulário de forma bem básica. Eles não só analisaram a inscrição do meu filho, como entraram em contato de forma remota, fizeram entrevistas e testes à distância, e depois chegou a notícia da seleção”, contou Lara Gama.

E acrescentou que com apenas 3 anos Luan aprendeu a ler e aos 4 anos já realizava operações de matemática, como multiplicação, divisão, cálculos com potência e raiz quadrada.

“Quando ele tinha 4 anos, a pedagoga da escola, à época, conheceu o Luan, por meio da minha irmã, que estudava na escola. Conversando com ele, a pedagoga percebeu que ele tinha, segundo ela, altas habilidades próximas à superdotação”, relembrou Lara.

Luan ingressou na escola Simon Bolívar no 1º ano, do Ensino Fundamental, e começou a se desenvolver nas questões motoras e na escrita. E no 2º ano, vendo o desempenho do menino, tanto a professora, quanto a pedagoga recomendaram que ele avançasse para a próxima série, mas devido à pandemia não foi possível.

Atualmente, o aluno está no 5º ano, do Ensino Fundamental e entre as principais habilidades dele destacam-se: o conhecimento das bandeiras e localização de todos os países do mundo, o domínio de cálculos matemáticos, além de soletrar palavras, de alto nível de dificuldade, de trás para frente.

Pequeno Gênio

No período da pandemia, estudando em casa, tanto a mãe, quanto Luan começaram a acompanhar os programas de televisão mais frequentemente. E, em um desses dias, Lara acabou se deparando com o quadro “Pequenos Gênios”, em sua primeira edição. Na ocasião, a mãe tentou inscrever o filho, mas não conseguiu devido ao prazo.

“Ele tinha de 7 a 8 anos quando houve a primeira edição. Logo quando tentamos inscrever não havia mais tempo. A primeira edição já estava toda pronta e a segunda já havia encerrado o prazo. Com o agravamento da pandemia, as inscrições para a terceira edição foram abertas apenas em setembro do ano passado”, explicou a mãe.

Desde setembro de 2022, após a inscrição, Luan, assim como os demais participantes, passaram por entrevistas com produtores, psicopedagogos e psicólogos que mapearam as áreas de maior habilidade das crianças. 

Em fevereiro deste ano, foi dada a notícia de que ele havia sido selecionado para o programa. A partir daí se deu início ao processo de treinamento, em que exercícios são enviados de acordo com a área de habilidade da criança.

Apoio dentro e fora da escola

Além de contar com a mãe, familiares e amigos, Luan conta com o apoio, fundamental, da professora Glória Mota, da escola onde estuda. Com mais de 20 anos de magistério, a docente conta que adapta as atividades de acordo com a necessidade e especialidade dos alunos dela e foi assim com o Luan.

“O Luan tem muitas habilidades com cálculo e raciocínio lógico. Como todo gênio, ele é muito prático, mas às vezes a praticidade não é o suficiente. Então, nós, professores, temos que saber o método de como chegar nesses alunos, para tornar tudo mais interessante, mesmo eles já sabendo muitas coisas”, explicou a professora.

Uma criança querida por seus colegas e professores, o pequeno gênio recebeu o apelido de “Luan, o matemático”, porém, a professora ressaltou que o tratamento na escola é igual para todos os alunos.

“Ele é uma criança adorável e muito inteligente, mas eu sempre o trato igual a todos e isso faz uma diferença muito grande. Eu nunca deixei que o Luan entendesse que ele era diferente ou superior aos colegas. Eu busco escutar sempre o que ele vai falar e permito que ele escute seus colegas também”, contou.

A mãe de Luan, Lara Gama, destacou que a professora Glória Mota tem feito a diferença na vida escolar do pequeno. Segundo ela, antes o filho não tinha tanto interesse em frequentar a escola. “Ele ficava entediado. Não queria ir para aula. Faltava bastante. Mas, neste ano, com a professora Glória, ele mudou. Ela trabalha de uma forma com ele que o estimula a querer ir para escola. Ela ensina, acolhe, ouve e sabe lidar com os sentimentos dele. Somos muito gratos a ela e a pedagoga da Simon Bolívar”.

A notícia da participação do estudante no programa global foi dada por Luan para os amigos, em sala de aula, e agora a escola está unida torcendo pelo pequeno gênio que, sem dúvidas, já dá os seus primeiros passos para uma promissora futura possível carreira na medicina, profissão que responde ter escolhido até então, ao ser perguntado sobre “o que ser quando crescer”.

Via Agência Amazonas

FOTOS: Euzivaldo Queiroz / Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Postagens relacionadas

UEA divulga lista dos aprovados no Vestibular e SIS nesta quinta-feira (07/12)

Jamil Maciel

“Nunca mais o país entrará na escuridão do fim da cultura”, diz Lula 

Paulo Apurina

Alunos da EJA e manipuladoras de alimentos de Manaus participam de programação de cunho regional

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights