SAÚDE

FCecon tem projeção de 700 participantes para o 7º Pan-Amazônico de Oncologia

Ao todo, serão 96 palestrantes, entre 40 de outros estados e três internacionais, com três salas simultâneas

Com a expectativa de público de 700 pessoas, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), promove, de 23 a 25 de novembro, o 7º Congresso Pan-Amazônico de Oncologia, que ocorrerá no Hotel Intercity Manaus. Trata-se do maior evento voltado para a área da oncologia na Amazônia Legal.

Com o tema “Prevenção, diagnóstico, tratamento, educação e gestão oncológica: uma questão cultural”, o congresso conta com mais de 500 pessoas já inscritas. Paralelamente, também ocorre o 7º Congresso de Enfermagem Oncológica. Ao todo, serão 96 palestrantes, entre 40 de outros estados e três internacionais, com três salas simultâneas.

Conforme o diretor-presidente da FCecon, Gerson Mourão, o 7º Pan-Amazônico reúne diversas ações que tratam sobre o assunto câncer. Ele destaca que o evento permitirá ao congressista a troca de experiências, apresentações de resultados de pesquisas, e debates sobre prevenção, diagnóstico e tratamento, sendo uma oportunidade única para atualização acadêmica de profissionais e estudantes.

“O tratamento do câncer envolve uma abordagem integral e multidisciplinar do paciente. São médicos especialistas dentro de suas respectivas áreas de atuação, por exemplo, mama e/ou próstata. Soma-se, também, toda a equipe de enfermagem, fisioterapia, psicologia, nutrição e farmacêuticos. Os congressistas terão a visão dessa abordagem sistêmica do paciente durante o evento, além do que há de mais atual sobre o assunto”, pontua Mourão.

Inovações

A diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, Kátia Luz Torres, destaca que o congresso traz alguns assuntos inovadores. Ela cita o próprio tema do evento, que busca levantar a discussão com os profissionais sobre a questão cultural durante o processo de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer, bem como a humanização do serviço prestado, cuidados com a dor oncológica, dentre outros.

Outro desafio, segundo a diretora, é a incorporação de novas tecnologias para o tratamento do câncer ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Será uma oportunidade para debater o diagnóstico molecular, ou seja, por meio do genoma na oncologia. Quem ganha com tudo isso é a população, pois pesquisadores, comunidade acadêmica, científica e profissional debruçam-se sobre assuntos atuais para a melhoria da assistência ao paciente”, frisa Torres.

Inscrições

As inscrições permanecem abertas, e podem ser feitas pelo site https://www.panamazonicodeoncologia.com/2023, onde o interessado encontrará todas as informações sobre o evento e a programação científica.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Fundação Cecon

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Saúde recomenda uso de máscara diante de sintomas gripais

Vilhena

Seminário de Hanseníase reúne profissionais de Manaus e interior

Vilhena

Manaus recebe reconhecimento da Opas pelo controle da malária

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights