MANAUS MEIO AMBIENTE

Gestão ambiental faz Manaus ser selecionada para dois programas internacionais de sustentabilidade

A gestão ambiental da Prefeitura de Manaus levou a capital amazonense a ser selecionada por organizações internacionais para apoio a projetos de sustentabilidade. O trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudança do Clima (Semmasclima) chamou a atenção do Departamento de Estado dos Estados Unidos e também da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em 2023, a Semmasclima propôs e, entre 129 cidades do mundo, Manaus foi escolhida, juntamente com a capital do Ceará, Fortaleza, para participar do Programa “Cidades à Frente”, que objetiva auxiliar cidades da América Latina e Caribe (LAC) e dos EUA a criar futuros sustentáveis, inclusivos e resilientes por meio de consultoria de projetos, design conjunto e compartilhamento de conhecimento.

O programa é desenvolvido pelo Departamento de Estado dos EUA, Iclei-Governos Locais pela Sustentabilidade, Resilient Cities Catalyst, e o Institute of the Americas. No início do mês de maio deste ano, equipes do “Cidades à Frente” estiveram em Manaus, para conhecer o projeto de “Revitalização da Bacia Hidrográfica do Igarapé do Mindu – programa Viva Mindu”.

O prefeito de Manaus, David Almeida, destaca que o Amazonas é referência mundial por manter 97% das suas florestas preservadas e que a capital se insere nesse cenário com os projetos de sustentabilidade reconhecidos por organizações internacionais.

“Nós preservamos 97% da nossa floresta e somos exemplo para o mundo. Nós precisamos continuar assim e avançar com projetos de preservação e de recuperação ambiental da nossa área urbana. Estamos sendo reconhecidos internacionalmente por causa dessa nossa vocação, desse nosso legado para preservação da natureza”, destaca o prefeito.

Restauração

A partir de uma proposta inovadora elaborada pela Semmasclima, em meio a uma disputa com outras 250 propostas de diferentes continentes, Manaus foi escolhida como uma das cidade-piloto com o projeto “Implantação de hortas urbanas e periurbanas”. A iniciativa faz parte do projeto “Generation Restoration” (Geração Restauração), do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), que pertence a ONU.

O projeto já está em andamento, com implantação de hortas urbanas em escolas da rede municipal de ensino, com previsão de ser concluído em 2025. As hortas também serão implantadas em áreas degradadas, com o plantio de mudas de vegetais, hortaliças e frutas. Em janeiro deste ano, uma comitiva do Pnuma esteve em Manaus conhecendo a cidade e o andamento do projeto, que conta com aporte financeiro de 100 mil dólares para sua execução e suporte da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

— — —

Texto – Geraldo Farias / Semcom

Fotos – Arquivo / Semcom

#meioambiente #semmas #pmm #manausamazonas #semulsp

Postagens relacionadas

Prefeito recebe Parlamento Europeu e entrega dossiê da candidatura de Manaus à ‘Cidade Sul-Americana do Desporto’

Jamil Maciel

Prefeito David Almeida sanciona lei que proíbe a instalação de medidores aéreos em Manaus

Jamil Maciel

Estudantes da rede pública visitam Mostra Indígena da Prefeitura de Manaus

Vilhena
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights