AMAZONAS ECONOMIA

Identidade amazônica: Nilton Lins lança graduação para especialistas em segurança

Tema que afeta o cotidiano de toda a sociedade, a segurança pública e privada são os temas do curso superior Programa Segurança 360º, que a Universidade Nilton Lins está lançando esta semana para capacitar profissionais e redefinir os padrões de educação e formação do setor em todo a região e no Brasil.

O programa destaca-se ao oferecer uma sequência complementar de estudos por meio de dois cursos de graduação pertencentes ao Eixo de Segurança no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia:  Segurança Privada (com foco no planejamento e controle de riscos individuais e patrimoniais) e Segurança Pública (gestão, planejamento e operações estratégicas em órgãos estatais), permitindo aos acadêmicos escolher a trajetória que melhor se alinha aos seus interesses profissionais.

As inscrições já estão abertas e disponíveis no site www.universidadeniltonlins.com.br e as aulas – realizadas no modelo de Ensino a Distância (EAD) – começam no dia 15 de janeiro.

De acordo com a coordenadora de Ensino a Distância da instituição, Lígia Leindecker, entre os destaques do programa está a identidade amazônica, um dos pilares das ações promovidas pela Universidade ao longo de seus 35 anos de história.

“Os alunos são imersos em temas que destacam as particularidades da nossa região, enriquecendo a compreensão das complexidades sociais, econômicas e ambientais. O enfoque regional valoriza o aprendizado e também prepara os profissionais para atuar com uma perspectiva ampla, contribuindo para a valorização e preservação do patrimônio natural e cultural da Amazônia”, acrescentou.

MERCADO DE TRABALHO

O Programa Segurança 360º se inicia com um currículo interdisciplinar e estratégico, desenhado para estabelecer uma fundação robusta em tópicos essenciais com disciplinas que abrangem desde fundamentos matemáticos até gestão de conflitos e liderança.

Os acadêmicos que optarem pelo setor público estarão aptos para desenvolver e gerir políticas, planejamentos e técnicas operacionais específicas em órgãos estatais, com atenção particular aos desafios locais, prevendo e enfrentando conflitos, formulando iniciativas que ressoam com necessidades reais e promovendo abordagens regionais para padrões globais do setor.

Os egressos da segurança privada também possuem um amplo mercado de atuação que inclui desde empresas de segurança particulares, gestão de riscos corporativos e patrimoniais, até consultoria no setor de eventos e entretenimento, investigação privada, transporte de valores e segurança ambiental, entre outros.

#educação #segurançapública #indentidadeamazônica #amazonas

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus assina convênio com Banco do Brasil e garante R$ 400 mil para novos investimentos

Jamil Maciel

David Almeida declara voto para Hissa Abrahão em mega comício na zona Centro-Oeste

Paulo Apurina

Sine Manaus oferta 209 vagas de emprego nesta sexta-feira, 30/7

Paulo Apurina
Verified by MonsterInsights