AMAZONAS CULTURA POLÍTICA

No dia de Santo Antônio, Roberto Cidade relembra leis de sua autoria que beneficiam festejo e a população de Borba

No dia em que Borba (distante 151 quilômetros de Manaus) está em festa em razão do dia do padroeiro, Santo Antônio, o deputado estadual Roberto Cidade (UB), de forte identificação com a região do Madeira, faz memória das leis de sua autoria que homenageiam o santo e a população borbense.

São de autoria do deputado presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) as Leis nº 5.975/2022, que declara o Festejo de Santo Antônio de Borba como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Amazonas; e as que reconhecem a estátua de Santo Antônio de Borba (Lei n° 4.987/2019) e a Basílica de Santo Antônio de Borba (Lei n° 5.011/2019), como patrimônios de relevantes interesses cultural e turístico do Estado.

“Tenho forte identificação com a região do Madeira, com o município de Borba e, para mim, é motivo de muita alegria poder legislar em favor de demandas tão significativas para a população borbense. O Festejo de Santo Antônio de Borba tem um simbolismo para o município e para o Estado indiscutíveis. Esse conjunto de leis garante a continuidade dessa celebração religiosa tão marcante e importante para Borba e para todo o Amazonas”, disse.

Bispo da Prelazia de Borba, Dozenildo Pereira da Silva, destacou, em entrevista a veículos de comunicação, que o festejo aquece a fé do povo borbense. “Todos os anos, Borba recebe devotos de municípios vizinhos e de outros estados, que costumam participar. É sempre a festa da palavra, a festa da esperança, a festa da fé. É uma festa muito animada que aquece a fé, anima a esperança do nosso povo devoto de Santo Antônio”, declarou o bispo Dozenildo.

Patrimônio material, histórico e cultural

Patrimônio material, histórico e cultural é definido como o conjunto de bens culturais, móveis ou imóveis, cuja conservação seja de interesse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história, quer por seu excepcional valor arqueológico, etnográfico, bibliográfico ou artístico. 

A partir do reconhecimento por meio de Lei, o patrimônio passa a ser protegido e perpetuado, não podendo ser extinto ou destruído.

Em Manaus

Na capital, a Paróquia de Santo Antônio também tem merecido atenção do deputado Roberto Cidade. Resultado de emenda de autoria do parlamentar, a comunidade do bairro da zona Oeste ganhou, em junho de 2022, uma capela multifuncional para ser usada em novenas, velórios e demais apoios aos moradores da área.

— — —

Assessoria de Comunicação

Foto – Divulgação Assessoria

#aleam #amazonas #borbaamazonas

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus participará do Smart City Expo Curitiba sobre cidades inteligentes

Jamil Maciel

Mais de 70 mil pessoas passaram pelo Festival Folclórico do Amazonas em dez dias de evento

Paulo Apurina

Embaixador de Israel pediu apoio à oposição contra posição “branda” de Lula

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights