MANAUS

Orientações coletivas informam usuários do Cras-Manaus sobre diferentes programas socioassistenciais

Todos os dias, pela parte da manhã, as equipes técnicas dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), da Prefeitura de Manaus, iniciam os atendimentos das unidades socioassistenciais com o chamado “momento de acolhida”, em que os primeiros usuários do dia são recebidos. Ao menos uma vez por semana, a acolhida também é acompanhada de orientações coletivas, em que a equipe técnica repassa aos usuários as principais informações acerca dos serviços e programas socioassistenciais oferecidos pelo Cras à população.

Nesta segunda-feira, 4/3, os usuários do Cras Mutirão, temporariamente alocado nas dependências do shopping Phelippe Daou, na zona Leste, participaram da primeira orientação coletiva da semana, contando com a presença do titular da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Eduardo Lucas, que destacou a gratuidade total dos serviços oferecidos pelos equipamentos da secretaria, canais de denúncia para casos de cobrança indevida e os principais avanços da Prefeitura de Manaus na assistência social do município.

“As orientações coletivas são fundamentais para que um número maior de nossos usuários tenha acesso a informações importantíssimas para o seu atendimento cotidiano. Essa é uma das formas que a secretaria tem encontrado para se aproximar da população e falar sobre a venda ilegal de cadastros, sanar dúvidas, divulgar nossa Ouvidoria para possíveis denúncias e afins, de forma mais direta e sem ruídos na comunicação”, destacou o titular da Semasc.

Além da apresentação básica de serviços como o Cadastro Único, pelo qual famílias de baixa renda podem ter acesso a programas assistenciais como Bolsa Família, e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), responsável pela promoção de atividades que estimulem uma convivência comunitária saudável para crianças, adolescentes, mulheres e idosos, a orientação ainda destacou a importância do sistema de Ouvidoria da Semasc.

É por meio desse sistema que a população é capaz de formalizar denúncias relativas à venda de cadastros e outras possíveis inadequações no atendimento constatadas nos equipamentos socioassistenciais administrados pela gestão municipal. As denúncias podem ser enviadas para número (92) 98406-0952 ou pelo e-mail ouvidoria.semasc@manaus.am.gov.br

— — —

Texto – Guilherme Pacheco / Semasc 

Fotos – Diego Lima / Semasc 

#orientaçõescoletivas #crasmanaus #programassocioassistenciais #semasc #manaus #amazonas

Postagens relacionadas

Sine Manaus oferta 285 vagas de emprego nesta quarta-feira, 5/4

Jamil Maciel

Secretário Walfran Torres é homenageado com Medalha de Ouro da Cidade de Manaus

Jamil Maciel

Prefeitura de Manaus realiza busca ativa de estabelecimentos de saúde com pendência no Projeto Básico de Arquitetura

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights