OPORTUNIDADE

Prefeitura e Senai encerram curso de confeitaria de salgados assados para mulheres atendidas por rede de proteção social

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), realizaram, nesta terça-feira, 19/3, o encerramento do curso de confeitaria de salgados assados oferecido a mulheres atendidas pelo Centro de Referência dos Direitos da Mulher (CRDM).

Ao longo de dez dias de curso, realizados na Escola Senai Antônio Simões, no Distrito Industrial, zona Sul, a turma pôde aprender como produzir salgados de forno, desde a produção da massa fermentada até as diferentes formas de modelagem, além da precificação do produto final. Durante o encerramento, um café especial com bolos caseiros feitos pelas próprias alunas também foi realizado.

“Hoje, encerramos mais um curso em parceria com o Senai, visando aumentar a capacidade de empregabilidade das usuárias do CRDM e também buscando empoderar essas mulheres que, em muitas das vezes, se encontram em situação de risco social. Para nós, a continuidade dessa parceria é valiosíssima para a eficiência que buscamos realizar todos os dias”, destacou a coordenadora do CRDM, Eliane Domingues.

Instrutora de cursos de panificação e confeitaria pelo Senai há 24 anos, a educadora Zenilde Cavalcante ressaltou o sentimento de orgulho e dever cumprido ao repassar o conteúdo do curso para suas alunas mais recentes, enfatizando a importância da capacitação profissional para mulheres em busca de liberdade e novas oportunidades.

“Sem dúvida alguma, é algo de extrema importância para nós mulheres. Nessas mais de duas décadas de Senai, acredito que venho conquistando muitos alunos e alunas, apresentando novos meios de onde eles possam tirar o próprio sustento, daquilo que eles estão aprendendo, sabe? Isso é fundamental para quem quer empreender, mas tem um peso ainda maior para mulheres que se encontram em situações mais difíceis”, explicou.

Frentista de um posto de combustível e confeiteira autônoma nas horas vagas, Kelliane Ribeiro, 32, se emocionou ao agradecer a oportunidade oferecida pela parceria. “É um curso maravilhoso e que vai me ajudar lá na frente, porque, como a gente sabe, só um salário mínimo não é o suficiente para manter uma família, até por isso tento fazer uma renda extra com a produção de doces. Voltar para casa depois desse curso de hoje vai ser simplesmente maravilhoso e gratificante”, afirmou.

Fonte: Semasc

Foto: Diego Lima

Postagens relacionadas

Sine Amazonas divulga 396 vagas de emprego em diversas áreas para esta terça-feira

Paulo Apurina

Provas do concurso da Guarda Municipal de Manaus acontecem neste domingo, 18/2

Paulo Apurina

Servidores da Prefeitura de Manaus que trabalham na limpeza da cidade receberam mais de mil atendimentos em assistência

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights