EDUCAÇÃO

Projeto pedagógico da Escola Estadual Princesa Isabel ganha destaque nacional

Referência em avaliação educacional, o CAEd selecionou 21 projetos voltados para as boas práticas de gestão em todo o Brasil

Um projeto pedagógico desenvolvido na Escola Estadual (EE) Princesa Isabel, localizada no Centro de Manaus, foi selecionado pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF) para apresentar os resultados exitosos. A apresentação resultará em um conteúdo audiovisual, que ficará disponível na plataforma educacional on-line do CAEd. O diretor escolar, Gustavo Raposo, está no Rio de Janeiro representando a escola, onde fará a exposição do projeto.

Por meio de entrevistas, o CAEd, que é referência em avaliação educacional, realizou seletiva em todas as regiões do país, e selecionou 21 projetos na área de boas práticas de gestão desenvolvidos nas escolas.

A EE Princesa Isabel apresentou o projeto “Iniciar – Alfabetizando para o Futuro”, e foi selecionada. Durante cinco dias, o diretor Gustavo estará na Faculdade Cesgranrio, gravando vídeos e materiais que irão para uma videoteca na plataforma do CAEd, em que outros professores de todo o Brasil poderão acessar os vídeos e usar como inspiração para desenvolver os próprios projetos.

O gestor Gustavo Raposo contou que poder levar esse projeto do Amazonas para o Brasil é motivo de muito orgulho e disse acreditar que a iniciativa pode servir de inspiração para outras escolas devido à forma simples, porém muito efetiva, do projeto utilizar metodologias ativas e tradicionais de ensino.

“Quando o projeto foi inscrito, foi pensado especificamente no aprender fácil. O projeto ‘Iniciar’ tem muita relevância, pois desenvolve, de forma mútua e alinhada, entre os professores e pedagogos, uma metodologia onde eles conversam cotidianamente sobre a evolução de cada aluno”, explicou o diretor.

Sobre o projeto

O projeto “Iniciar – Alfabetizando para o futuro” foi implantado na EE Princesa Isabel em abril de 2023, após Gustavo assumir a gestão, ocasião em que identificou um problema de aprendizagem nos estudantes do 2º e 3º ano do Ensino Fundamental.

Com a aproximação da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), a alternativa pensada para lidar com essa dificuldade foi o projeto “Iniciar”, onde, por meio dos dados sobre os níveis de leitura e escrita dos estudantes, a EE Princesa Isabel buscou alfabetizar todas as crianças do 2° ano do Fundamental.

Após uma avaliação diagnóstica feita pelas próprias professoras de cada turma, os alunos foram divididos em quatro níveis: aqueles sem nenhum tipo de aprendizagem na área de Língua Portuguesa; os estudantes pré-silábicos; silábicos, porém sem poder de interpretação da leitura e nem da escrita; e os alunos com competência de leitura, escrita e interpretação.

Entre agosto e outubro de 2023, foram desenvolvidas atividades específicas para cada grupo e, em novembro, foi realizada outra avaliação diagnóstica, em que foi constatado que um grande número de alunos conseguiu avançar na aprendizagem. Dos 63 alunos inscritos no projeto, 61 foram alfabetizados e dois saíram de “sem nenhum tipo de aprendizagem na Língua Inglesa” para “pré-silábicos”, o que foi bastante comemorado pelos educadores.

Para 2024, o objetivo da EE Princesa Isabel é expandir esse projeto para os estudantes do 4° e 5° ano do Ensino Fundamental, onde a escola também buscará qualificar o nível de letramento dos estudantes por meio de tecnologias da informação e comunicação, materiais pedagógicos específicos e contextualizados, dentre outras diferentes metodologias de ensino.

Fonte: Seduc-Am

Foto: Divulgação

#educação #destaquenacional #amazonas

Postagens relacionadas

Estudantes da rede municipal de ensino iniciam aulas de forma remota

Jamil Maciel

Prefeito David Almeida reinaugura escola municipal Antônio Matias Fernandes com capacidade para 590 estudantes

Jamil Maciel

Período de inscrição para o projeto Jovem Bilíngue se encerra nesta terça-feira

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights