AMAZONAS CULTURA

Universidade Nilton Lins inova com 1º curso superior do Brasil sobre alimentos amazônicos

Açaí, cupuaçu, tambaqui e guaraná são alguns dos produtos regionais que já conquistaram os paladares e mesas em todo o mundo e que agora são temas do primeiro curso superior do Brasil dedicado exclusivamente aos alimentos amazônicos, lançado pela Universidade Nilton Lins e com inscrições abertas em seu site (www.universidadeniltonlins.com.br) a partir desta semana.

A proposta pioneira do Curso Tecnológico de Gestão e Processamento de Alimentos Amazônicos, inteiramente disponível na modalidade de Ensino a Distância (EAD), consolida a identidade amazônica das ações e projetos promovidos pela instituição ao longo de seus 35 anos de história. As aulas tem início no dia 15 de janeiro.

De acordo com a coordenadora de Ensino a Distância da instituição, Lígia Leindecker Futterleib, a graduação surgiu para atender às crescentes demandas de um mercado em expansão, consciente da importância da sustentabilidade e da inovação na indústria alimentícia.

“Além de porta de entrada para carreiras promissoras e estímulo ao empreendedorismo, o curso irá beneficiar toda a sociedade diretamente com a formação de profissionais comprometidos com a sustentabilidade e com a preservação cultural, tornando os acadêmicos em agentes de mudanças e de novas abordagens em toda a Amazônia”, destacou.

Disciplinas Inovadoras

O currículo abrangente combina conhecimentos tradicionais com técnicas avançadas de gestão e processamento de alimentos, proporcionando uma formação completa e alinhada com as características únicas da região.

Ao longo de quatro semestres, os acadêmicos serão imersos em disciplinas que vão desde a “História e Cultura Alimentar da Amazônia” até “Técnicas Básicas de Culinária Amazônica” e “Gestão Ambiental e Qualidade na Indústria Alimentícia”.

A experiência prática acontecerá em laboratórios e espaços profissionais conveniados, possibilitando a aplicação imediata do conhecimento adquirido por meio de recursos didáticos digitais avançados e suporte contínuo de professores especialistas.

Mercado de Trabalho

Ao concluir o curso, os graduados estarão preparados para liderar e inovar no setor de alimentos, com foco especial na sustentabilidade e no valor nutricional e cultural dos produtos regionais, e para desenvolver carreiras na gestão de agroindústrias locais até o empreendedorismo na área de alimentos.

Os egressos do Curso de Gestão e Processamento de Alimentos Amazônicos encontrarão um mercado de trabalho promissor e diversificado que também abrange oportunidades em empresas de processamento de alimentos, agroindústrias locais, logística e distribuição, setor de alimentação e gastronomia, órgãos de fiscalização e regulamentação, consultorias e assessorias técnicas, além de pesquisa e desenvolvimento.

Postagens relacionadas

Wilson continua crescendo e está em 1º lugar, aponta Perspectiva

amazonaspix@gmail.com

Grave acidente de trânsito deixa dois mortos em rodovia do AM

amazonaspix@gmail.com

Em Tefé, governador Wilson Lima entrega ruas 100% iluminadas com LED e anuncia pavimentação do Abial

amazonaspix@gmail.com
Verified by MonsterInsights