ESPORTE

CBF admite erro em pênalti para o Coritiba contra o Santos

A entidade divulgou áudios do VAR e apontou equívocos do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães na partida na Vila Belmiro

A CBF admitiu que o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães errou no pênalti marcado para o Coritiba contra o Santos, na partida realizada na noite desta quinta-feira (26) na Vila Belmiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. A entidade divulgou os áudios do VAR e mostrou que a ferramenta de vídeo foi utilizada para tentar corrigir o equívoco da arbitragem, mas o juiz manteve a decisão de campo e apontou a marca da cal.

Na jogada, depois da bola lançada na área por Victor Luís, do Coxa, o zagueiro santista Dodô entra em disputa com o atacante Slimani. A bola passa pelo defensor e, após uma tentativa de domínio do centroavante, ela volta e bate no braço do jogador do Peixe, que está de costas e nem sequer vê a bola atingir seu corpo. 

No início do vídeo divulgado pela CBF com o áudio das conversas do VAR, antes de entrar na discussão entre o árbitro de campo e o vídeo, a Comissão de Arbitragem diz que a marcação de Wagner foi equivocada, pois Dodô estava em posição “natural e justificada”.

“Aos 4 minutos do primeiro tempo, em um ataque do Coritiba, a bola bate no braço de um defensor, que está em posição natural e justificada para o movimento realizado durante a disputa. Após esse toque, o árbitro marca pênalti. O VAR, ao analisar os ângulos das câmeras disponíveis, percebe que a posição do braço do defensor foi consequência do movimento realizado pelo seu corpo, portanto, justificada pelas regras do jogo. Por se tratar de uma situação protocolar, o VAR recomenda corretamente a revisão do lance para que o árbitro avalie novamente e possa invalidar a sua marcação de penalidade, em virtude da ausência de infração, confirmada pelo VAR. O árbitro principal, após analisar as imagens, decide, de forma equivocada, pela manutenção de sua decisão inicial.”

Antes de ser chamado para analisar o lance na cabine, Wagner do Nascimento Magalhães justifica sua decisão aos atletas. “Pegou no giro do corpo. Ele estava com o braço aberto”, disse. Já na cabine, Carlos Eduardo Nunes Braga, árbitro de vídeo, e a assistente Andrea Izaura Maffra Marcelino recomendam a revisão ao entenderem que o movimento de Dodô foi natural. 

“Ele está de costas e nem olha quando a bola bate”, disse a assistente. Apesar disso, Wagner revê a jogada e ainda assim sustenta a própria marcação. “Ele [Dodô] atrapalha. Era um passe, ele impede esse jogador 19 de tocar na bola. Ele está com o braço aberto. Mesmo de costas, ele deixa o braço para trás, ok? Isso aí impede, ok? Pode ser [movimento natural], mas ele está com o braço aberto. Para mim é penal, vou manter o penal”, diz o juiz. 

Apesar do erro, o Santos venceu o Coritiba por 2 a 1 e saiu da zona de rebaixamento. O Peixe ocupa a 16ª posição, com 33 pontos, dois a mais que o Goiás, primeiro time que ocupa o Z4. Já o Coxa permanece na vice-lanterna, com apenas 20 pontos somados em 29 rodadas. 

Fonte: R7

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Viúvo de Walewska não respondeu à última declaração de amor da jogadora nas redes

Jamil Maciel

Anvisa paralisa jogo entre Brasil e Argentina; partida é encerrada

Paulo Apurina

Gabriel Magalhães, do Arsenal, é convocado para a seleção brasileira

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights