EDUCAÇÃO

Cetam ofereceu mais de 850 mil vagas para cursos técnicos e profissionalizantes, de 2019 até fevereiro deste ano

Desde o início de sua gestão, o governador Wilson Lima priorizou ampliação de vagas, cursos e inaugurou quatro novas unidades

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) já ofereceu um total de 856 mil vagas para cursos técnicos e profissionalizantes nas unidades em todo o estado. O número corresponde ao período de 2019 até fevereiro deste ano. Somente em 2023, foram mais 200 mil vagas.

O número é resultado da ampliação e reforma de unidades da instituição. O Cetam também implementou laboratórios voltados para a expansão da Indústria 4.0 e projetos inovadores, os quais têm impulsionado a educação profissional no Amazonas.

Segundo o diretor-presidente do Cetam, Fábio Albuquerque, a ampliação de vagas impacta diretamente a vida dos amazonenses, que encontram oportunidades de emprego, retornam ao mercado formal e exploram o empreendedorismo.

“O governador Wilson Lima sempre se preocupou com as pessoas que vão fazer os cursos para que possam ter uma empregabilidade. Através do Cetam, essas pessoas vão poder se qualificar. E nós estamos fazendo isso cada ano mais. Isso vai dar uma transformação na vida delas, por uma qualidade de vida melhor. A gente está inovando justamente para atender todas as camadas da sociedade amazonense. Nós estamos qualificando a mão de obra, às vezes uma pessoa tem uma força de trabalho, mas não tem a qualificação”, disse o gestor do Cetam.

No mais recente edital, nº 004/2024, lançado em fevereiro, foram mais de 15 mil vagas para 139 cursos, alguns inéditos como Agente de Alimentação Escolar, Arduíno Básico, Gestão de Salão de Beleza e Clínicas de Estética, Mediador Escolar, Técnicas de Manufatura Aditiva e Terapia ABA para o Autismo. No total, o Cetam tem um catálogo com 540 cursos em diversas áreas, distribuídos nas escolas do Cetam e nos Centros Estaduais de Convivência da Família e do Idoso.

Abrindo portas

O profissional de TI Andrew Coelho define o Cetam como um espaço de oportunidade, por meio de uma formação de qualidade nas várias áreas do conhecimento. Aluno do curso de Técnico em Multimídia, há quase um ano, Andrew já consegue atuar na área.

“Eu trabalho em casa, já faço alguns serviços para artistas locais, jogadores locais, já fiz artes para jogadores também, aproveitando esse gancho que eu consegui me familiarizar com a área. O Cetam é uma escola para a vida. Ela prepara cidadãos, prepara pessoas para atuar no mercado de trabalho para que sejam bons e excelentes profissionais”, comentou Andrew.

Aos 47 anos, Adeíse Nascimento continua investindo em qualificação profissional. Ela já atua na área de massoterapia, mas decidiu entrar em um novo curso para ampliar os conhecimentos.

“O Cetam abriu caminhos para o meu caminhar. Aprendi, além de toda área, o empreendedorismo, onde eu aprendi a organizar o meu local de trabalho. Foi onde eu vim me qualificar, aprender novas técnicas para colocar em prática”, destacou Adeíse.

Para o ex-aluno da instituição, Wallace Pinheiro, o Cetam foi o responsável pela sua carreira profissional. Hoje ele é chefe de cozinha e professor de uma das unidades, o Centro Cultural Aníbal Beça, há sete anos.

“Em 2014, iniciei o curso de confeiteira de bolos artísticos, doce e salgado. O meu último curso foi fotografia com o celular comercial, que era para melhorar um pouco a fotografia, não somente focar na culinária, mas saber fotografar, mostrar para o cliente, mostrar para os alunos também nesse diferencial”, disse Wallace.

Balanço

Durante sua primeira gestão, o governador Wilson Lima inaugurou três novas escolas do Cetam. A unidade do Galileia, primeira escola na zona norte de Manaus, com capacidade para atender 9 mil alunos por ano. No Alto Solimões, no município de Benjamin Constant, a nova unidade atende, anualmente, cerca de 1,2 mil alunos da região. O Centro Cultural Aníbal Beça, que foi revitalizado e passou a ser sede da primeira unidade do Cetam da zona leste da capital, com a estrutura completamente renovada e capacidade de atendimento de 5,4 mil alunos todos os anos.

A quarta entrega ocorreu em 2023, com a inauguração da escola de gastronomia, no centro de Manaus. A nova unidade atende cerca de 540 alunos (1.350 alunos por ano), divididos nos cursos técnicos de Panificação, Gastronomia e Confeitaria.

O governador também renovou o parque de informática do Cetam, dando prioridade aos municípios do interior, democratizando ainda mais o ensino técnico em todo o Amazonas.

Fonte: Secom

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Inscrições para o Enem PPL terminam nesta sexta-feira

Paulo Apurina

Prefeitura de Manaus realiza ação de travessia segura em escola da zona Sul

Jamil Maciel

Prefeitura de Manaus altera data de início da gratuidade no Passe Livre estudantil

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights