AMAZONAS TECNOLOGIA

Comitiva da Escola Superior de Guerra amplia conhecimento sobre a Amazônia e sua importância estratégica

Com o objetivo de aprofundar o conhecimento acerca da realidade da Amazônia e sua importância para o Brasil e o mundo, a turma do 64º Curso de Estudos de Política e Estratégia, promovido pela Delegacia de São Paulo da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Cepe/Adesg-SP), visitou o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) após programação realizada na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) nesta segunda-feira (18).

Composta por cerca de 40 estagiários do curso, entre civis e militares, a comitiva participou de uma apresentação inicial feita pelo gestor do CBA, Fábio Calderaro, que reforçou o compromisso do Centro com os avanços da bioeconomia, destacou de que forma o segmento econômico pode complementar as atividades hoje centradas no modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e como as comunidades regionais e a sociedade do País e do mundo podem ser beneficiadas a partir do pleno estabelecimento de uma bioeconomia amazônica.

Conforme Calderaro, “é sempre importante reforçar que o setor secundário é o principal vetor para desenvolver a bioeconomia local. Precisamos promover a criação de um polo de bioindústrias que movimentará o segmento, gerando demandas de maior valor adicionado para agroindústrias e empresas de beneficiamento do interior do estado, bem como os fornecedores de matérias-primas. Desta forma promove-se o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva”. Segundo o gestor do CBA, muito tem sido feito com resultados concretos sendo observados, especialmente em comunidades do interior da Amazônia. E isso demonstra a validade de se trabalhar para o avanço da bioeconomia regional, vista mundo afora como de grande importância diante da vasta biodiversidade amazônica.

Projetos

Nas juntas laboratoriais do CBA, os civis e militares do Cepe puderam acompanhar parte dos trabalhos realizados pelos pesquisadores, que apresentaram os projetos em desenvolvimento no Centro e comentaram sobre o progresso promovido na região a partir da atuação da instituição junto a comunidades locais, cooperativas e entes públicos e privados que buscam maior integração com o CBA.

Para Ieda Ribeiro de Souza, advogada especialista em Direito Militar, “é gratificante ter a oportunidade de conhecer o trabalho realizado em uma instituição como o CBA e ver os resultados obtidos até então. Levaremos e compartilharemos este conhecimento por onde formos”.

O Cepe/Adesg-SP

A comitiva do Curso de Estudos de Política e Estratégia cumpre agenda em Manaus (AM) até o dia 23 de outubro. Na ocasião, além da visita ao CBA e à Suframa, o grupo reúne no Comando do 9º Distrito Naval, no Comando Militar da Amazônia (CMA) e no Comando Aéreo Amazônico (VII Comar) para, assim, ampliar os horizontes e entenderem a importância da visitação à Amazônia, bem como o trabalho desenvolvido pelas Forças Armadas, órgãos do governo federal e forças auxiliares.

O Diretor Presidente do Amazonas Pix, Paulo Apurinã, foi convidado por Paulo Paim da Adesg-SP/Cepe 64 para participar das visitas do curso em Manaus.

Postagens relacionadas

A dois dias do 1º turno da eleição, Wilson Lima mantém liderança, diz Pontual Pesquisas

Vilhena

Governo do Amazonas autoriza mais de R$ 111 milhões para obras em 17 cidades do Amazonas, nesta quarta-feira

Paulo Apurina

Prefeitura de Manaus realiza treinamento de tecnologia com novos servidores da Manaus Previdência

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights