AMAZONAS

FEI e INSS levam atendimento previdenciário a indígenas do Careiro da Várzea

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI), em parceria com a coordenação de Acordos de Cooperação Técnica do Instituto Nacional de Seguridade Social digital (INSS), Prefeitura de Careiro da Várzea e Organização de Lideranças Indígenas Mura do Careiro da Várzea (OLIMCV), participou da ação itinerante do PREVbarco do INSS, na quinta-feira (22/07), realizando atendimento exclusivo para os indígenas no município de Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus).
 
Segundo o diretor-presidente da FEI, Edivaldo Munduruku, a iniciativa possibilita o atendimento ao público na própria comunidade e evita deslocamentos que poderiam durar dias. A ação itinerante beneficiou mais de 40 quarenta famílias indígenas da etnia Mura com Auxílio Maternidade, Aposentadoria, entre outros atendimentos previdenciários.
 
“O atendimento do PREVBarco às comunidades indígenas evita o deslocamento desses parentes por longas distâncias, em viagens que durariam dias, até uma cidade que tenha unidade fixa do INSS. E ainda há regiões em que o atendimento por canais remotos é de difícil acesso. Essas embarcações cumprem a missão de garantir direitos e a execução das políticas públicas e sociais”, comentou.
 
O líder indígena Herton Mura salientou a importância da ação para a comunidade, tendo beneficiado muitos moradores que não possuem condições de se locomover até a capital.
 
“Muitos dos moradores que vivem na nossa comunidade não têm condições de sair daqui e ir até Manaus ou à cidade mais próxima para resolver os problemas e pendências com o INSS, principalmente os idosos. Por isso temos o sentimento de gratidão por tudo que tem sido feito para a nossa região e torcemos para que outras também sejam atendidas”, agradeceu.


 
Cuidados – Para garantir os atendimentos dos PrevBarcos, o INSS organizou um protocolo de proteção e afastamento de servidores e segurados para evitar o contágio da Covid-19. Entre as medidas de proteção adotadas estão o uso obrigatório de equipamentos de proteção, distanciamento social, redução do número de pessoas nas dependências do barco, adaptação dos guichês de atendimento, e desmembramento da equipe em pequenos grupos para se deslocar até as comunidades e aldeias indígenas.
 
As embarcações também cumprem os requisitos de acessibilidade para segurados e beneficiários com deficiência ou mobilidade reduzida.
 
PREVBarco – O PREVBarco oferece benefícios previdenciários rurais e urbanos, como por exemplo, aposentadorias, pensões, auxílios e salário-maternidade, entre outros.

Os públicos a serem atendidos são formados pelos chamados segurados especiais. São trabalhadores rurais e comunidades remanescentes quilombolas, que produzem em regime de economia familiar, sem utilização de mão de obra assalariada. Estão incluídos ainda nesta categoria cônjuges, companheiros e filhos maiores de 16 anos que trabalham com a família em atividade rural.
 
FOTOS: Divulgação/FEI

Postagens relacionadas

Presidente do TCE-AM determina uso obrigatório de máscaras nas dependências da Corte de Contas

Paulo Apurina

Empresas enviam propostas para gestão da Previdência Complementar da Prefeitura de Manaus

Paulo Apurina

Mais de 23 mil crianças já foram registradas sem o nome do pai no AM

Ivan Nobre