EDUCAÇÃO

Fórum Virtual das Pensadoras discute as disparidades de gênero dentro e fora da universidade

Fórum em formato virtual conta com apresentações de trabalhos da comunidade acadêmica do Brasil e de outros países

Desenvolver ações para diminuir as desigualdades de gênero dentro e fora da universidade é o objetivo de projeto desenvolvido no município de Tefé (distante a 523 quilômetros de Manaus), apoiado pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev).

O “Fórum Virtual das Pensadoras – Feminismos e Mulheres: Pautas para a Reconstrução do Brasil”, que está em sua quinta edição, acontece nos dias 27 e 28 de fevereiro, no Centro de Estudos Superiores de Tefé, da Universidade Estado do Amazonas (UEA). O evento online aborda de forma didática os diferentes contextos em que se apresentam as desigualdades de gênero na ciência.

Coordenado pela pesquisadora e professora da UEA em Tefé, Rita de Cássia Fraga Machado, doutora em Educação, que atua em linhas de pesquisa com foco em trabalho, movimentos sociais, educação das mulheres, feminismos e epistemologias feministas, o Fórum integra o projeto As Pensadoras, que desenvolve e promove a educação feminista, tendo como referência as obras de grandes pensadoras ao longo da história.

A intenção do evento é debater a construção de políticas públicas, que promovam o protagonismo das mulheres na área científica. Sendo o evento realizado de modo virtual, a expectativa é estabelecer um diálogo com a comunidade acadêmica de todo o Brasil e de outros países. Neste ano, foram mais de 350 inscrições, incluindo trabalhos de cientistas da Alemanha, Portugal, Argentina e Chile.

Sobre a ideia do projeto, Rita de Cássia Machado explica que veio da necessidade de se ter um espaço para debater os estudos desenvolvidos na escola As Pensadoras. “A quinta edição marca a longa e importante trajetória da instituição no debate de desigualdade de gênero no Brasil. As Pensadoras é a primeira escola feminista do país e reúne professoras e pesquisadoras de todas as regiões”.

Em 2024, as conversas e apresentação de trabalhos no encontro envolvem quatro eixos temáticos: A Formação Patriarcal do Brasil; A Defesa da Floresta; As Artes (feministas e utopias); O Enfrentamento às Violências. O público-alvo é formado por pesquisadores, professores, estudantes e entusiastas de temas dos feminismos.
Valorizando as experiências acadêmicas de forma interativa e colaborativa, uma das premissas do evento é dar visibilidade a reflexões sob uma ótica feminista. E como resultado, reunir publicações científicas de várias áreas do conhecimento sobre os temas do Fórum, com a criação de um ebook e anais do evento com os trabalhos selecionados, construindo assim redes de pesquisa.

Serão realizadas duas conferências, cujo conteúdo produzido será disponibilizado no Canal As Pensadoras, no YouTube.

Sobre o Parev

O Parev apoia a realização de eventos regionais, nacionais e internacionais, nas modalidades presencial, virtual ou híbrida, sediados no estado do Amazonas, relacionados à Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), tais como: congressos, simpósios, “workshops”, seminários, ciclo de palestras, conferências e oficinas de trabalho, visando divulgar resultados de pesquisas científicas e contribuir para a promoção do intercâmbio científico e tecnológico.

Fonte: Fapeam

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus lança edital de inscrição para entidades interessadas em ingressar no Ciamp

Paulo Apurina

FUnATI e Semed abrem matrículas para a escolaridade de adultos e pessoas idosas

Jamil Maciel

Prefeitura de Manaus abre campanha dos 33 anos do ECA na rede de ensino

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights