BRASIL POLÍCIA

Joice Hasselmann diz não lembrar como se feriu e tem cinco fraturas no rosto

Ela diz ter acordado com o rosto em poça de sangue no corredor do apartamento onde estavam o marido e uma empregada

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) divulgou apenas nesta quinta-feira (22) uma estranha história, que teria ocorrido na madrugada de domingo (18), para explicar diversos ferimentos, incluindo cinco fraturas no rosto, cortes nos lábios e no queixo e sinais de traumas no joelho, na costela, no ombro e na nuca.

Ela afirma que não se lembra de nada e que a Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados investiga o que aconteceu supostamente no interior do apartamento funcional onde mora, e com o marido e uma empregada em casa. A deputada suspeita de “atentado”.

Joice diz ter acordado na caída no chão do corredor entre o quarto e o banheiro, com o rosto em uma poça de sangue. Precisou telefonar ao marido, que dorme em outro quarto porque tem problemas de ronco, para receber os primeiros cuidados. Ele é neurocirurgião.

A parlamentar deu declarações afirmando que chamou de São Paulo um segurança de sua confiança e que dois funcionários passaram a pernoitar em seu apartamento. Contou que faz curso de tiro para se habilitar ao porte de uma pistola Glock, que adquiriu e da qual não pretende se separar nem quando for dormir.

Nota

Sua assessoria divulgou nota sobre o episódio:

Informamos que a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) sofreu um incidente, na madrugada do último domingo (18), em seu apartamento em Brasília. Ela acordou já caída no chão do corredor, entre o quarto e o banheiro, com o rosto em uma poça de sangue, sem saber exatamente o que aconteceu.

Após exames, foram constatados diversos traumas pelo corpo — joelho, costela, ombro e nuca— incluindo cinco fraturas na face e uma na coluna. Os médicos descartaram a possibilidade de uma queda acidental. A parlamentar está medicada, amparada e se restabelecendo rapidamente. A expectativa, no momento, é para que não seja necessária cirurgia por conta das fraturas.

O Departamento de Polícia Legislativa (Depol) foi acionado e abriu investigação sobre o caso.

Via Diário do Poder

Postagens relacionadas

Benefício para caminhoneiros começa a ser pago em 9 de agosto

Paulo Apurina

Vereador Elan Alencar acompanha entrega de equipamentos para reforçar segurança nas fronteiras do estado feita pelo governador Wilson Lima

Paulo Apurina

Homem que deu facada em testa de ex-mulher é preso em Manaus

Ivan Nobre