SAÚDE

Prefeitura de Manaus alerta sobre perigos do cigarro eletrônico e estimula população a abandonar o tabagismo

Com a proibição dos cigarros eletrônicos mantida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na quarta-feira, 6/7, a Prefeitura de Manaus alerta a população sobre os riscos à saúde provocados pelo uso do dispositivo. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estimula os usuários a abandonar o tabagismo a partir dos Ambulatórios de Tratamento ao Fumante, ofertados em 17 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A chefe do Núcleo de Promoção a Hábitos de Vida Saudáveis da Semsa, Valéria Duarte Rojas, alertou que o tabagismo contribui para o desenvolvimento de diferentes tipos de câncer. Além disso, o fumo está associado ao surgimento de doenças crônicas e outras enfermidades, como tuberculose, infecções respiratórias, impotência sexual e infertilidade.

“O cigarro eletrônico surge nesse contexto com uma aparência mais inofensiva, com diferentes essências e sabores, mas pode provocar consequências tão nocivas à saúde quanto o cigarro comum. Muitos dos dispositivos eletrônicos contêm nicotina, substância que causa dependência, por conta da sensação repentina de prazer e satisfação, fazendo com que o usuário tenha mais vontade de fumar”, explicou.

Valéria pontuou que os cigarros eletrônicos e vaporizadores, também chamados de “vaper”, chegaram com a promessa de substituir os cigarros comuns com menos prejuízo à saúde. Porém, as evidências científicas comprovam que esse tipo de cigarro pode ser ainda mais prejudicial, visto que combina substâncias tóxicas com outras propriedades que buscam desviar a atenção dos efeitos danosos.

“Os cigarros eletrônicos funcionam a partir do aquecimento do líquido armazenado em um reservatório, que produz o vapor que será aspirado. Esse líquido pode conter substâncias como nicotina, acroleína, propilenoglicol, flicerina e aromatizantes. Também se estima que 20% desses produtos contêm substâncias químicas potencialmente tóxicas, como álcool benzílico, benzaldeído e diacetil e os saborizadores, que oferecem risco potencial de doenças obstrutivas pulmonares”, ressaltou.

A resolução RDC nº 46/2009, da Anvisa, determina a proibição de todos os dispositivos eletrônicos para fumar, incluindo os cigarros eletrônicos, desde 2009 no Brasil. A medida inclui a venda, propaganda e importação desse tipo de produto.

Controle

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibiliza 17 Ambulatórios de Tratamento ao Fumante, por meio do Programa de Controle do Tabagismo, para combate ao problema. Segundo Valéria Rojas, o programa tem como base uma abordagem cognitiva comportamental em que as equipes multidisciplinares levam palestras, orientações e atividades práticas para o usuário aplicar no seu dia a dia para abandonar o vício.

“O tratamento tem como finalidade apresentar aos fumantes os riscos de fumar e os benefícios de parar de fumar, fornecendo informações necessárias para que eles possam lidar com a síndrome de abstinência, dependência psicológica, e os condicionamentos associados ao ato de fumar. Além disso, quando necessário, as unidades ofertam apoio medicamentoso para aliviar a sensação de abstinência”, informou.

Para iniciar o tratamento, os interessados em largar o cigarro podem buscar o serviço social de 17 UBSs que integram o programa, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Inicialmente, o serviço consiste em quatro encontros individuais ou em grupo, uma vez por semana. Depois, as atividades são promovidas em intervalos de tempo maiores, até o usuário ser atendido de seis a 12 meses no ambulatório.

Lista de Ambulatórios para Tratamento de Fumantes
Zona Norte
1 – UBS Frei Valério – rua Bom Jesus, s/nº, Novo Israel
2 – UBS Sálvio Belota – rua das Samambaias, 786, Santa Etelvina
3 – UBS Armando Mendes – rua 5, s/nº, conjunto Manoa
4 – Policlínica Anna Barreto – avenida Grande Circular, s/nº, Monte Sião
5 – UBS José Figlioulo – rua Rios Arinos, s/nº – conjunto Residencial Viver Melhor

Zona Sul
6 – USF Dr. Luiz Montenegro – rua Pico das Águas, 527, Nossa Senhora das Graças
7 – UBS Petrópolis – rua Delfim de Souza, s/nº, Petrópolis
8 – UBS Nilton Lins – avenida Professor Nilton Lins, 3.259, Flores
9 – UBS Theodomiro Garrido, localizada na rua São José, s/nº, Colônia Oliveira Machado

Zona Leste
10 – Policlínica Ivone Lima dos Santos – rua 8, s/nº, Coroado 3
11 – UBS Amazonas Palhano – rua Antônio Matias, s/nº, São José 2
12 – UBS Mauazinho – rua Rio Negro, 113, Mauazinho

Zona Oeste
13 – Policlínica Raimundo Franco de Sá – Rua V, 150, Nova Esperança 1
14 – Policlínica Djalma Batista – rua 23 de Dezembro, s/nº – Compensa 2

Zona Rural
15 – USFR São Pedro – quilômetro 35, rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara)
16 – UBFR Ephigênio Sales – quilômetro 41, rodovia AM-010 (Manaus – Itacoatiara)
17 – UBFR Pau-Rosa – ramal do Pau-Rosa, quilômetro 21, rodovia BR-174 (Manaus – Porto Velho)

Fonte: Semsa

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Roberto Cidade participa de inauguração da UBS Fluvial de Manicoré e destaca ações em prol do município

Paulo Apurina

Prefeitura de Manaus tem 39 pontos de vacinação contra a Covid-19 de segunda a sexta-feira

Paulo Apurina

Prefeitura de Manaus disponibiliza 51 pontos para vacinação contra a Covid-19 entre os dias 10 e 14/1

Paulo Apurina