AMAZONAS

Prefeitura de Manaus promove retorno seguro às aulas presenciais a partir desta segunda-feira, 23/8

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), retoma, nesta segunda-feira, 23/8, as aulas presenciais nas unidades de ensino, após um ano e meio sem a presença de alunos no ambiente escolar. O retorno tem respaldo dos órgãos de saúde e foi discutido pelos profissionais da educação em encontros com todas as Divisões Distritais Zonais (DDZs) da secretaria, a fim de garantir a segurança de todos, alinhada ao ensino de qualidade e alimentação saudável.

“Consultamos todos os órgãos de saúde e este é o momento de promover o retorno seguro. Seguindo a orientação do prefeito David Almeida, de alinhar a excelência na educação às medidas de segurança, vamos continuar tendo os cuidados do uso da máscara, distanciamento, as pias para lavar as mãos com sabão, a utilização do álcool em gel, e sinalização, cumprindo todos os protocolos sanitários, para darmos continuidade ao trabalho, pois há uma perda de aprendizagem muito grande aos alunos de todo o Brasil”, pontua o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino.

As escolas que não estiverem adequadas não devem retornar, com isso, o início das aulas presenciais no próximo dia 23, deve acontecer em 390 unidades educacionais, com 196.471 alunos. Outras 29 escolas continuam no sistema híbrido (com 27.548 alunos), e as demais 88 não retornam, permanecendo no com ensino remoto (com 27.834 alunos).

A edição nº 5.167, do Diário Oficial do Município (DOM), desta sexta-feira, 20/8, traz o decreto nº 5.126/2021, assinado pelo prefeito David Almeida, que ampara o retorno das atividades presenciais, no âmbito da rede municipal de ensino.

Aprovação

A professora Danielle Gomes, que leciona no 5º ano no Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) Dra. Viviane Estrela Marques Rodella, no Lago Azul, zona Norte, sabe bem o que as crianças estão sentindo longe da escola há mais de 1 ano. Segundo a educadora, os alunos precisam retornar ao ambiente escolar.

“Os alunos querem e necessitam do retorno das aulas 100% presenciais, eles já estão exaustos do ensino remoto, a casa de muitos não oferece um ambiente preparado para o desenvolvimento da aprendizagem, por isso necessitam e querem bastante o retorno. Afinal a escola é o ambiente preparado e capacitado para o desenvolvimento educacional”, avalia a professora.

Brena Vieira, mãe do aluno Santiago Vieira, de 10 anos, do 5º ano do Cime Viviane Estrela, também defende a volta presencial. “É muito difícil acompanhar os estudos do meu filho, muitas vezes a internet não está boa. Nesse período fiquei muito preocupada com a aprendizagem dele, porque eu também tinha dificuldade em alguns assuntos, por isso apoio totalmente o retorno das aulas presenciais e ele também quer voltar para escola, sente falta desse contato com os amigos e professora”, comenta a mãe.

De acordo com Miracy Gomes, mãe da aluna Hyrla de Mattos, também do 5º ano, quando as aulas foram suspensas por conta da pandemia, a maior preocupação foi em relação aos estudos e o futuro da filha. “Não foi fácil esse um ano com estudo a distância, ela estava no 4º ano e eu me vi no dever de orientá-la em casa, me dividindo entre trabalhar e ensinar, e muitas vezes eu não conseguia ajudar como devia, por isso sou totalmente a favor da aulas 100% presenciais e ela também está na expectativa”, afirma Miracy.

Segurança

Para garantir o retorno seguro às aulas, a Semed firmou uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Cáritas Arquidiocesana de Manaus, lançando o programa “Wash”, que vai beneficiar unidades de ensino localizadas em áreas de vulnerabilidade social, com material higiênico e educativo para auxiliar no combate e prevenção à Covid-19, conforme as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que determina o distanciamento entre os alunos, o uso de máscaras e constante higienização.

Vacinação

Aproximadamente 15 mil trabalhadores da rede municipal de ensino tomaram a primeira dose da vacinação contra o novo coronavírus, e mais de 4,2 mil receberam a segunda dose do imunizante.

Monitoramento

A Semed criou um comitê intersetorial, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que monitora, entre outras coisas, o número atual de infectados e o índice de propagação do vírus em cada zona da cidade. O grupo de trabalho, dividido em seis eixos (Pessoal, Controle Epidemiológico, Comunicação, Infraestrutura, Logística, Tecnologia e Pedagógico), realiza estudos para adequação das unidades de ensino, com a aplicação de cartazes e adesivos com informações sobre o distanciamento social e de prevenção à Covid-19. Profissionais e alunos que testarem positivo serão afastados das atividades presenciais.

De acordo com as Diretrizes Técnico-Pedagógicas para atendimento presencial e remoto da Semed, os estudantes amparados por atestados/laudos médicos ou decisões judiciais, para não retornarem às atividades escolares presenciais, serão atendidos por meio de Planos de Estudos Individuais (PEIs).

VIA SEMCOM PMM

Postagens relacionadas

Diretor jurídico do TCE-AM fará apresentação sobre Manaus em congresso na Romênia

Paulo Apurina

2° Congresso do Fórum Social da Torá Judaico Cristão Amazônia Brasil começa amanhã em Manaus-AM

Paulo Apurina

Inscrições para Mestrado em Saúde Coletiva da UEA são prorrogadas até 12 de janeiro

Ivan Nobre