AMAZONAS EDUCAÇÃO MANAUS POLÍTICA

Prefeitura inaugura CMEE Yumi Odani e reinaugura escola municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou, nesta quarta-feira, 3/7, a inauguração do Centro Municipal de Educação Especial (CMEE) Yumi Odani e a reinauguração da escola municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizadas na rua da Penetração, s/nº, bairro Parque 10, Vila Amazonas, zona Centro-Sul. A entrega dos novos prédios amplos e modernos foi realizada pelo prefeito David Almeida e pela secretária da Semed, Dulce Almeida.

O prefeito salientou que a educação especial em Manaus avançou 20 anos na educação especial com as entregas realizadas. “Em um mês, nós estamos entregando estruturas de educação especial. Nós mais do que dobramos tudo o que foi feito em 20 anos em educação especial. Esse complexo é o mais moderno que se tem informação a nível de educação especial no Brasil. Portanto, as crianças especiais merecem, os pais merecem um espaço totalmente transformado, ampliado e aqui, sem dúvida alguma, é um espaço para nós fazermos a inclusão e a educação especial”, disse o prefeito.

O chefe do Executivo municipal ainda informou que mais estruturas serão entregues da educação municipal, que se somarão as demais 344. “Até sexta-feira, ainda temos escolas e creches a serem entregues e mais, até o final do ano, mais de 20 estruturas para serem entregues entre escolas e creches”, informou.

O novo CMEE Yumi Odani vai oferecer serviços especializados em avaliação multiprofissional e programas pedagógicos às crianças e aos adolescentes, tendo como público-alvo da educação infantil, por profissionais das áreas de serviço social, pedagogia, psicopedagoga, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia e nutrição. Será oferecido 1.596 atendimentos, somente no segundo semestre deste ano, assegurando atendimento humanizado a todos os estudantes da rede municipal de ensino.

A secretária Dulce Almeida estava bastante emocionada por poder fazer parte da mudança da educação especial ofertada em Manaus. “Meu coração está transbordando. Uma professora de chão de escola poder ter a oportunidade de fazer isso acontecer pelas nossas mãos. É explosão aqui no meu coração. A gente precisa ter o entendimento que todos somos diferenciados nas nossas habilidades e as nossas crianças são assim. São especiais, porque têm suas diferenças. A inclusão tem de ser trabalhada na cabeça não só das famílias de crianças especiais, mas de toda a comunidade, para que todos possamos saber como tratar, trabalhar, como agir e como olhar para essas crianças e suas famílias”, destacou a secretária Dulce Almeida.

A estrutura do CMEE Yumi Odani vai funcionar no primeiro bloco do antigo complexo André Vidal de Araújo, que funciona há mais de 20 anos, mas que passou por uma reforma significativa. Com a obra, o número de salas foi ampliado, de 21 para 30 salas de atendimento, além de recepção, sala de fisioterapia, consultório odontológico, duas salas administrativas, sala da direção, sala de professores (incluindo dois lavabos), sala de reunião, sala de digitação, sala de recursos, copa, fraldário, dois banheiros coletivos (masculino e feminino), dois banheiros para funcionários (masculino e feminino), três banheiros para PCDs (masculino, feminino e infantil), uma área de serviço, uma área para parede sensorial e um jardim sensorial. 

Socorro Brandão acompanha seu filho na escola André Vidal há 13 anos. Ela afirma que a reforma teve um resultado maravilhoso para melhor acolher os pais e alunos. “Está maravilhoso. Eu já tenho muito tempo aqui e eu agradeço a Deus por isso, por essa melhoria que vai fazer muito bem para nós e para eles (alunos)”, contou.

Clícia Mara também agradeceu pelas melhorias, como a cobertura na área da piscina, melhoria ma acessibilidade e refeitório. “Estávamos precisando dessa reforma. Agora a gente vê essa estrutura bem legal. A piscina com a cobertura ficou maravilhosa. Melhoria do refeitório, lá dentro da escola, está tudo bem bonito mesmo. Muito bom tanto para alunos e também para os pais, pois alguns ficam aqui o dia todo com os filhos”, disse.

Yumi Odani

O nome é uma homenagem à bebê Yumi Odani, que nasceu no dia 22/11/2019. Logo no início da gestação, Yumi foi diagnosticada com acondroplasia – um certo tipo de nanismo. A mãe, Jacy Alice, levou adiante a gravidez, mesmo com todos os desafios e riscos. Depois do nascimento, a bebê ficou em uma UTI neonatal, vindo a falecer um dia depois. Sua mãe e uma equipe de amigos e profissionais da sociedade civil, resolveram escrever um projeto de lei, que foi aprovado em 30/06/2023, originando a Lei Yumi Odani de nº 3.073/2023, sancionada pelo prefeito David Almeida.

Esta lei passou a ser a primeira lei do Brasil referente à estimulação pedagógica precoce, tornando a cidade de Manaus a primeira cidade do Brasil a ter uma política de estado sobre estimulação precoce, relacionada a crianças até três anos de idade, dando visibilidade legal à primeiríssima infância. Sua partida não foi o fim e sim o legado para muitas gerações futuras.

— — —

Texto – Divulgação / Semed e Geraldo Farias / Semcom

Fotos – Antônio Pereira e Valdo Leão / Semcom: https://www.flickr.com/photos/prefeiturademanaus/sets/72177720318470729/

#cmee #semed #pmm #manausamazonas

Postagens relacionadas

Mutirão na 2.ª Vara de Parintins resulta em 70 acordos na área de família

Paulo Apurina

IPTU: sua contribuição faz parte dessa transformação

Paulo Apurina

Prefeitura de Manaus atende quatro ocorrências de chuva na manhã desta quarta-feira, 5/6

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights