MANAUS

Prefeitura , TJ-AM e parceiros realizam ação de combate ao trabalho infantil em pontos estratégicos da capital

Em continuidade à “Campanha de Combate à Exploração do Trabalho Infantojuvenil nas Ruas de Manaus”, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), realizou, nesta quinta-feira, 7/3, com apoio do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ-AM) e outros parceiros do poder público e da sociedade civil, uma ação integrada de abordagem social e encaminhamento para serviços socioassistenciais a famílias em situação de trabalho infantil.

Ao longo de todo o dia, as equipes de abordagem social da secretaria estiveram presentes em pontos estratégicos da capital, espalhados entre as zonas Sul, Centro-Sul e Oeste, conhecidos pela alta incidência de famílias em situação de mendicância e trabalho infantil.

“Essa é uma campanha que temos trabalhado desde o ano passado e que tem se mostrado extremamente importante para a proteção de direitos de nossas crianças e adolescentes. Hoje reunimos uma gama de instituições parceiras para, junto de nossas equipes, identificar e avaliar as demandas dessas famílias, entendendo que não basta apenas combatermos o trabalho infantojuvenil, mas que devemos também garantir que as famílias que se encontram situação de vulnerabilidade possuam os meios necessários para superar a realidade em que estão inseridas atualmente”, destacou o secretário da Semasc, Eduardo Lucas.

Após os atendimentos preliminares realizados nas ruas por equipes de abordando social da gestão municipal, do TJ-AM e do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), as famílias abordadas foram encaminhadas à base de operações da ação, localizada no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) Centro-Sul, no Centro Histórico de Manaus. No espaço, outras instituições parceiras realizaram sua inserção nos serviços necessários de acordo com a demanda principal de cada caso, como o acesso a políticas de educação, empregabilidade, saúde, orientação jurídica e afins.

Vice-presidente do TJ-AM e coordenadora da Infância e Juventude do órgão, a desembargadora Joana Meirelles também esteve presente na base de operações acompanhando os trabalhos realizados. Para ela, o esforço conjunto posto em prática nesta e em outras ações é essencial não apenas para a materialidade da realidade manauara em relação ao trabalho infantil, mas também para acabar com a cultura de “não é comigo”.

“É uma tema que importa a todos na sociedade e, por isso, deve ser trabalhado de forma integrada, contando com apoio de diferentes órgãos do município, do Estado e de instituições da sociedade civil para minorar essa questão tão presente em nossa cidade. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é incisivo ao orientar que atuemos no fortalecimento da Rede de Proteção Social, então é isso que estamos todos fazendo aqui hoje”, afirmou.

Parceiros

Também participaram da ação: secretarias municipais de Saúde (Semsa), Educação (Semed), Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), Ministério Público do Trabalho do Amazonas (MPT-AM), Agências da Organização das Nações Unidas (ONU), Conselho Tutelar e Organizações da Sociedade Civil (OSCs).

Fonte: Semasc

Foto: Diego Lima

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus fecha parceria com a ONU e anuncia instalação da ‘Casa de Acolhimento’ para mulheres vítimas de violência

Jamil Maciel

Governo do Amazonas apoia pesquisa sobre as potencialidades da fruticultura no Alto Solimões

Vilhena

Prefeitura de Manaus interdita alça da avenida Álvaro Maia para substituição de poste no sábado, 5/2

Jamil Maciel
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights