AMAZONAS JUSTIÇA

Preparação de novos promotores de Justiça do interior do Amazonas encerra com curso sobre princípios de gestão no MPAM

Atividade foi conduzida pela subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Administrativos do MPAM, Lílian Maria Pires Stone, ontem à tarde 

Após mais de 30 dias de intensa programação de formação, o curso de ingresso para os 22 novos promotores de comarcas no interior do Amazonas chegou ao fim, na tarde da última quinta-feira (16/05), com uma palestra sobre princípios de gestão pública. O curso ainda reserva para os dias 22 e 23 de maio a apresentação de artigos jurídicos elaborados pelas equipes de promotores.

Para a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Administrativos do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), Lílian Maria Pires Stone, que comandou a palestra de encerramento, é fundamental que os novos profissionais pensem em seus trabalhos de forma institucional e não pessoal. “Eu entendo que cada promotor de Justiça é gestor da sua promotoria, isto é, eles precisam aprender pontos estratégicos de gestão e eu acredito que hoje conseguimos passar isso para todos”, afirmou, ressaltando que a extensa programação do curso de ingresso é um feito inédito. “Tenho certeza de que eles já estão indo para o interior com mais bagagem do que esperavam levar e fico muito feliz de contribuir nessa preparação”, comentou a subprocuradora-geral de Justiça.

Titular da comarca de Atalaia do Norte, o promotor de Justiça Dimaikon Dellon avaliou o curso de ingresso como uma experiência única. “Posso dizer que, em pouco mais de um mês, absorvi muito conhecimento rumo a essa nova missão”, comentou. Já a promotora de Justiça de Tabatinga, Gabriela Rabelo Vasconcelos, revelou que, ao mesmo tempo que passar em um concurso e ser promotora de Justiça é a realização de um sonho, também é algo que gera uma expectativa muito alta pelo dever a cumprir. “Participar de atividades como a de hoje é algo muito reconfortante por poder contar com a palavra de colegas experientes e que já superaram outros desafios”, comentou.

Sobre o curso de ingresso

O curso de ingresso do MPAM, realizado no auditório Gebes de Mello Medeiros, no 1º andar do edifício-sede, tem como objetivo fornecer capacitação prática aos novos promotores de Justiça, viabilizando uma atuação ética e eficaz. Durante a programação, cuja duração superou 30 dias neste ano, os participantes têm a oportunidade de adquirir conhecimento sobre as ferramentas e procedimentos do Ministério Público, preparando-os adequadamente para desempenhar suas funções ministeriais com competência e responsabilidade.

A formação dos promotores é realizada pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), coordenado pelo promotor de Justiça amazonense João Gaspar Rodrigues, em parceria com a Corregedoria-Geral do MPAM. Entre os destaques desta edição, os promotores puderam contar com as contribuições ilustres do corregedor-geral do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP),  Ângelo Fabiano Farias da Costa; do presidente da Comissão de Planejamento Estratégico do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), conselheiro Moacyr Rey Filho; além do procurador-geral de Justiça do MPAM Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior.

Texto:  Lennon Costa

Foto: Hirailton Gomes

#mpam #amazonas

Postagens relacionadas

TCE-AM finaliza participação nas Olimpíadas dos Tribunais de Contas 2022 (OTC) em 3º lugar na classificação geral

Vilhena

Governo do Amazonas participa de reunião estratégica unificada sobre reforma tributária

Vilhena

Adaf renova registro da única queijaria artesanal do município de Careiro da Várzea

amazonaspix@gmail.com
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights