SAÚDE

Profissionais da prefeitura de Manaus publicam artigo em revista internacional sobre projeto de conectividade da Semsa

Profissionais de Tecnologia da Informação (TI), da Prefeitura de Manaus, tiveram um artigo publicado na “IOSR Journal of Business and Management (IORS-JBM)”, revista internacional de pesquisa na área de negócios e administração. O trabalho, veiculado na última semana e disponível on-line, enfoca um projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para instalação de links de acesso à internet em unidades de saúde da zona rural da capital.

Com o título “Desafios tecnológicos e geográficos no processo de conectividade das unidades de saúde da área Rural de Manaus”, o artigo é assinado pelo analista de sistemas da Diretoria de TI (DTI) da Semsa, João Oliveira, em coautoria com o diretor de TI, Saymon Erickson; o chefe da Divisão de Sistemas de Informação em Saúde, Cacio Correa; o analista de sistemas Rogério Carminé; e a cirurgiã-dentista Fabíola Chuí, então suporte de primeiro nível em sistemas de vacinação contra a Covid-19 na DTI.

O trabalho produzido pelos servidores da Semsa enfoca os desafios tecnológicos e geográficos no processo de implantação de links de acesso à internet em oito pontos da Semsa, situados na zona rural, iniciado em 2022. Os estabelecimentos receberam equipamentos com tecnologia de fibra óptica ou rádio, de acordo com a viabilidade técnica, permitindo o acesso a sistemas de informação da saúde em tempo real, além do aprimoramento e oferta de novos serviços.

“O artigo enfoca tanto nossos desafios na área da TI quanto os enfrentados pelos profissionais das unidades. Para atualizar registros de saúde, por exemplo, eles levavam os dados em pendrive até uma unidade na área urbana, e a atualização levava até dois dias”, conta João Oliveira, que também é doutorando em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O artigo produzido pela equipe da DTI com foco no projeto da Semsa foi apresentado inicialmente no 11° Simpósio Nacional de Geografia da Saúde, no final do ano passado, em Manaus, e a boa receptividade estimulou os servidores a submeter o trabalho, agora traduzido para o inglês e enriquecido com dados técnicos e enfoques aprofundados, a uma publicação internacional. A aceitação e publicação na “IOSR-JBM” foi uma realização para o grupo, como conta Saymon.

“Isso não só para nós autores, em termos profissionais, mas o trabalho também mostra a competência dos profissionais diretamente envolvidos no projeto, em especial as equipes do Suporte Técnico e da Infraestrutura de TI da Semsa”, relata o diretor, também MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Saymon vê a publicação ainda como uma vitrine do trabalho realizado pela gestão municipal na área da tecnologia em saúde, que ganha visibilidade não só entre pesquisadores, mas entre toda a sociedade e pessoas no mundo todo. “Gente do mundo inteiro que busca saber sobre os desafios e dificuldades nesse tipo de projeto pode ter o artigo e a experiência de Manaus como referência”, avalia.

João aponta que a atual gestão municipal vem estimulando a atuação acadêmica dos servidores em todas as áreas, com o apoio para a publicação de artigos e participação em seminários, congressos e simpósios. Graças a isso, ele avalia, a pesquisa e produção científica hoje vêm se incorporando mais e mais ao trabalho das equipes.

“A TI na Semsa já não se restringe a sistemas e números, hoje temos capacidade para escrever artigos sobre trabalhos que desenvolvemos e dar a eles visibilidade mundial”, assinala.

A versão em inglês do artigo dos servidores da DTI, publicada na “IOSR Journal of Business and Management”, pode ser conferida on-line, no endereço www.iosrjournals.org/iosr-jbm/papers/Vol26-issue1/Ser-5/C2601051318.pdf. Com sedes nos Estados Unidos, Índia, Austrália e Qatar, a revista ostenta classificação Qualis A2 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério da Educação, conferida a periódicos de excelência internacional.

Acesso e serviços

A Semsa iniciou, há pouco menos de dois anos, um trabalho de instalação de links de acesso à internet em Unidades de Saúde da Família Rural (USFRs), situadas na zona rural da capital. A primeira a ter os provedores implementados foi a USFR Ada Viana, em julho de 2022, seguida das USFRs São Pedro, Ephigênio Salles, Nossa Senhora de Auxiliadora, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora do Livramento e Pau-Rosa, além da Unidade de Apoio Cooperativa.

Conforme João Oliveira, o acesso à internet permitiu não só o acesso mais ágil e direto aos sistemas de informação da saúde, como o Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) e o Sistema Municipal de Vacinação (SMV), mas ainda o aprimoramento e a oferta de novos serviços, a exemplo do agendamento de consultas e procedimentos via Sistema de Regulação (Sisreg).

“A implantação dos links, todo o esforço que foi feito, hoje permite a esses usuários da zona rural ter acesso a um cuidado em saúde mais otimizado e eficiente, promovendo a equidade em saúde, princípio doutrinário do Sistema Único de Saúde (SUS)”, conclui o analista de sistemas da DTI.

Fonte: Semsa

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Centro de Parto Normal do Instituto Dona Lindu terá estrutura para atendimento humanizado e multicultural

Paulo Apurina

Manaus é a cidade que mais investe em saúde e educação na região Norte

Paulo Apurina

Profissionais da Saúde de Manaus recebem capacitação para o atendimento de crianças e adolescentes com tuberculose

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights