AMAZONAS JUSTIÇA

TJAM e Semed realizam cerimônia de encerramento da formação em Justiça Restaurativa

Participaram da formação professores e gestores de ensino da rede municipal de ensino, além de profissionais que atuam na rede de proteção à criança e ao adolescente

O Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, por meio da Escola Judicial e da Central de Justiça Restaurativa, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed) realizaram na tarde de quinta-feira (16/05), a cerimônia de encerramento da “Formação de Facilitadores em Justiça Restaurativa” ofertada aos professores e gestores de ensino da rede municipal de ensino, além de profissionais que atuam na rede de proteção à criança e ao adolescente.

A solenidade que aconteceu no auditório da Divisão de Desenvolvimento do Magistério, localizada na Avenida Maceió, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, contou com a presença do diretor da Ejud, desembargador Cezar Luiz Bandiera; do juiz Luís Cláudio Cabral Chaves, titular da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas e coordenador da Central de Justiça Restaurativa do TJAM; do chefe da Divisão de Apoio à Gestão Escolar da Semed, Luís Oliveira, representando a Secretária Municipal de Educação, Dulce Almeida, bem como dos instrutores da formação, concluintes e servidores da Semed.

O juiz Luís Cláudio Chaves destacou, durante a abertura do evento, que a formação “é fruto da parceria entre o Tribunal e a Semed, sendo este um importante passo que damos na difusão da Cultura de Paz na nossa sociedade, para o qual contamos com o total apoio da desembargadora Nélia Caminha Jorge, presidente do TJAM e do desembargador Cezar Luiz Bandiera, diretor da EJUD”.

Ele evidenciou também que a capacitação foi ministrada integralmente pelas servidoras do TJAM Sabrina Almeida e Nayluce de Lima, dentro do que preconiza o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “O curso já foi realizado com carga horária e ementa em consonância com o plano pedagógico mínimo do CNJ e capacitou servidores de sete escolas do Município, cada uma situada em um dos seus sete distritos, e abriu o caminho para o próximo passo: a transformação dessas escolas em escolas restaurativas, sob a supervisão de nossas supervisoras em Justiça Restaurativa”, finalizou o magistrado coordenador da Central de Justiça Restaurativa.

Certificados

Durante a solenidade foram entregues diplomas aos 25 facilitadores que concluíram o curso, aos instrutores que realizaram as aulas, além de menção honrosa ao diretor da Ejud, ao coordenador da Central de Justiça Restaurativa, e à equipe de coordenação da Semed.

Uma das formandas que recebeu a certificação de conclusão do curso das mãos do diretor da Ejud, foi Mayane Serrão. Para ela, a capacitação atingiu o resultado esperado, focando no ensino de técnicas da Justiça Restaurativa que vão poder ser aplicadas nas escolas. “O curso foi excelente com o uso de metodologias e várias estratégias que vamos poder utilizar na sala de aula com os nossos alunos e com a comunidade escolar em geral”, afirmou.

Para o desembargador Cezar Bandiera, diretor da Ejud, a difusão da Justiça Restaurativa é um passo fundamental para a construção de uma cultura de paz em nossas escolas. “Ao empoderar nossos educadores e gestores com essas práticas, estamos promovendo um ambiente escolar mais seguro, acolhedor e inclusivo. Este esforço é essencial para a implementação do Plano de Implantação de Justiça Restaurativa do Poder Judiciário, que busca transformar a forma como lidamos com conflitos e promover uma sociedade mais justa e equitativa. Estamos construindo juntos um futuro onde a empatia, o respeito e a justiça prevaleçam, e onde cada criança e adolescente possa crescer e aprender em um ambiente de paz”, declarou o magistrado.

#PraTodosVerem: Imagem principal que ilustra a matéria mostra participantes e organizadores durante a cerimônia de encerramento da “Formação de Facilitadores em Justiça Restaurativa” ofertada aos professores e gestores de ensino da rede municipal de ensino, além de profissionais que atuam na rede de proteção à criança e ao adolescente.

Texto: Igor Braga e Elisângela Araújo | EJUD
Foto: Marcus Phillipe | TJAM

VIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL / TJAM

#tjam #amazonas

Postagens relacionadas

Auxílio Estadual já alcança 228 mil famílias de 52 municípios do Amazonas

Paulo Apurina

Wilson Lima inaugura segunda unidade do Serviço de Apoio à Mulher, Idoso e Criança (Samic), em Maués

amazonaspix@gmail.com

Wilson Lima anuncia investimentos de R$ 3,8 milhões para levar água potável à população de Maraã

amazonaspix@gmail.com
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights