BRASIL

Tragédia no Rio Grande do Sul: Voluntários do AM resgatam mais de 50 animais ilhados em casas coberta de água

Membros da CPAMA-Aleam e veterinários amazonenses estão na linha de frente para ajudar os animais

Os membros da Comissão de Proteção de Proteção aos Animais da Assembleia Legislativa do Amazonas (CPAMA-Aleam), presidida pela deputada Joana Darc (UB-AM), com ajuda de médicos veterinários voluntários, resgataram cerca de 50 animai, na quarta-feira (08/05), primeiro dia de auxílio no Rio Grande do Sul (RS), estado que, atualmente, vive uma das maiores tragédias ambientais do Brasil.

Neste momento, as buscas realizadas pelas equipes se intensificam em áreas alagadas pela chuva, com o intuito de encontrar animais ilhados. Ainda na quarta-feira, 3 cachorros da raça São-bernardo foram resgatados do segundo andar de uma casa que estava debaixo d’água. Segundo Eudenis Dantas, advogado animalista especializado em resgate de animais em desastres, as incursões de resgate se complicam devido ao ambiente alagado das fortes chuvas.

“As incursões são bem complicadas por conta da destruição que a água deixou, dificultando o acesso aos animais. Fizemos um resgate bem atípico, pois eram 3 são-bernardos, cachorros grandes e pesados, um deles tinha cerca de 80 quilos. Então, foi necessário uma logística de acesso para acessar a parte da casa e fazer a transposição desses animais na lancha”, detalhou.

Válido ressaltar que a CPAMA-Aleam é a única do Brasil com equipe especializada em capacitação técnica para resgate de animais em desastres. Em dezembro de 2023, os membros se deslocaram até o município de Betim, em Minas Gerais, para participar do “V Simpósio Internacional de Medicina Veterinária de Desastres”, realizado pelo Grupo de Resgate Animal de Belo Horizonte – GRABH, com o intuito de preparação para casos de extrema necessidade.

Situação dos animais no RS

Por conta do grande volume de água, muitos animais têm ficado presos nos telhados das casas ou em muros, para se resguardar. Em algumas residências, moradores tiveram que sair e não conseguiram levar os pets, como cães e gatos. Além disso, animais mortos estão sendo encontrados pelas equipes voluntárias.

Em relação à saúde, segundo médicos veterinários, na triagem, os animais estão sendo atendidos com hipotermia e desidratação. Sem contar, que a condição emocional de muitos pets piora devido o tempo longe de seus tutores.

Via Assessoria de Imprensa

#tragedianoriograndedosul #voluntariosdoamamazonasnoriograndedosul #riograndedosul #cpamaaleam #aleam #amazonas #brasil

Postagens relacionadas

Haddad defende que desoneração da folha seja discutida junto com IR

Paulo Apurina

IRMÃO DE MICHELLE BOLSONARO VAI CONCORRER A DEPUTADO FEDERAL PELO DF

Paulo Apurina

Bolsonaro propõe Projeto de Lei para garantir direitos dos usuários de redes sociais

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights