INTERNACIONAL MEIO AMBIENTE

Manaus é escolhida para a implantação de projeto ambiental da ONU

A proposta de implantação de hortas urbanas e periurbanas da Prefeitura de Manaus, elaborada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), foi contemplada para fazer parte do projeto Generation Restoration, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), da Organização das Nações Unidas (ONU).

A notícia foi confirmada pelo titular da Semmas, Antonio Stroski, que comemorou bastante a inclusão da capital amazonense no projeto ambiental do PNUMA, que é a principal autoridade ambiental global e que determina a agenda internacional do tema.
“Foi uma grande conquista da gestão David Almeida para a nossa cidade, principalmente por ela ter sofrido um processo de expansão desordenado ao longo dos anos. Esse projeto vem justamente para recuperar essas áreas que foram degradadas. Já visitamos vários locais da cidade, onde a prefeitura vai implantar essas hortas”, disse Stroski.

Por ter sido selecionada, a Prefeitura de Manaus vai receber o valor de US$ 100 mil, do PNUMA, para a elaboração do Projeto Executivo que, segundo o secretário da Semmas, já está sendo estruturado em parceria com a Fundação Getúlio Vargas.
Além de Manaus, o PNUMA selecionou projetos de Douala (Camarões), Thiès e Dakar (Senegal), Quezon (Filipinas), Kochi (Índia), Sirajganj (Bangladesh), Samborondon (Equador) e Cidade do México (México).

“Foi uma avaliação criteriosa de mais de 250 propostas recebidas pelo PNUMA, e a nossa cidade foi escolhida como cidade-piloto do projeto, que será desenvolvido no período de 2023 a 2025, e pretende implementar um pacote de medidas para enfrentar desafios políticos, técnicos e financeiros para promover a restauração de ecossistemas urbanos”, informou.

Cronograma de trabalho
Há três meses, a equipe da Semmas, com participação de professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), vem visitando os locais para a implantação das hortas. O objetivo é implantar em todas as zonas da cidade.
E, dando continuidade ao cronograma de trabalho, técnicos da Semmas vão participar, no próximo mês, de um workshop, em Paris, onde o PNMUA vai reunir representantes de todas as cidades contempladas do projeto Generation Restoration. O encontro na capital francesa vai ocorrer de 13 a 15 de dezembro.

Modelo
Todas as oito cidades, selecionadas para participar do Generation Restoration, receberão apoio de outras 11 cidades, intituladas “cidades-modelo”, que tem como intuito compartilhar e aprimorar ações que visem a restauração de ecossistemas. No Brasil, Curitiba foi selecionada como “cidade-modelo”.

Além dela, foram escolhidas Cidade do Cabo (África do Sul), Toronto (Canadá), Yangzhou (China), Barranquilla (Colômbia), Glasgow (Escócia), Seattle (EUA), Iloilo (Filipinas), Paris (França), Kanazawa (Japão) e Istambul (Turquia).
“O PNUMA entende que a integração da escala paisagística no planejamento urbano é fundamental para reconectar as cidades com a natureza e mitigar o impacto das alterações climáticas”, finalizou Stroski.

Fonte: Semmas

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus inicia plano de contingência para a cheia deste ano

Jamil Maciel

Prefeitura de Manaus mantém fiscalização reforçada em áreas de restrição de circulação

Jamil Maciel

Prefeitura de Manaus realiza lavagem e sanitização de todos os terminais de ônibus para combater a Covid-19

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights