ESPORTE

Na frustrante derrota do Flamengo contra o Grêmio, Tite culpa jogadores. ‘Time sentiu os gols’, resumiu o ex-técnico da seleção

Na derrota por virada do Flamengo contra o Grêmio, por 3 a 2, Tite justificou sua primeira derrota como treinador rubro-negro. Repassou a culpa ao time, que ficou abalado pelos gols gaúchos

Depois de duas vitórias, Cruzeiro e Vasco, que trouxeram esperança ao Flamengo para sonhar em chegar perto do líder Botafogo, veio a dura derrota ontem, de virada, contra o Grêmio.

E a queda para a quarta colocação.

No primeiro fracasso de Tite comandando o clube carioca, por 3 a 2, o treinador mostrava constrangimento pelas cobranças, sobre o time espaçado, dando muito espaço ao clube gaúcho e mostrando pouca força de reação, apesar de possuir elenco muito melhor que aquele que Renato tem no Grêmio.

O treinador repassou a culpa da derrota. Para os jogadores.

“Começamos muito bem, o Grêmio cresceu e equilibrou. Nós fizemos o gol, voltamos bem no segundo tempo. As mudanças foram colocando velocidade no Grêmio. Trouxe o gol de empate numa circunstância de infiltração central e de qualidade que teve.

“O Flamengo sentiu o gol, tem que absorver, e isso é um processo de maturidade. Absorve o gol e vai procurar o jogo de novo.”

Ou seja, os atletas sentiram o gol.

“Quando toma o gol, tem que absorver. Tem de ter a naturalidade e maturidade para seguir com desempenho. O Grêmio foi efetivo nas oportunidades que teve. Isso também conta para o jogo. Nós estávamos à mercê, faltou um pouco de contundência para buscar. Dominávamos o jogo para buscar e fazer o segundo gol para ter mais tranquilidade.”

Tite se defendeu da derrota também na justificativa da saída de Pulgar, que conseguia proteger muito bem a zaga.

O Flamengo tomou três gols em dez minutos.

“O Pulgar saiu por condição clínica, já estava com uma virose, com cartão já, e debilitado. Está sendo medicado. Não fosse isso, não sairia.”

O treinador também surpreendeu ao deixar Bruno Henrique no banco.

“Do Bruno você precisa de todas as avaliações. Para 90 minutos, seria muito difícil para manter o nível. Para menos, teria. Com plantel que tem e oportunidades que são, tinha o Cebolinha para participar. Teve efetividade, fez um belo primeiro tempo, depois foi caindo um pouquinho. Por isso a substituição para ter um jogador num curto espaço de tempo, mas numa condição melhor.”

Com a derrota, o clube carioca caiu para a quarta colocação, ficando atrás de Botafogo, Bragantino e Palmeiras.

Renato Gaúcho exaltou a vitória do Grêmio. Deixou claro que foi estratégica, diante de Tite.

“Trabalhei a parte tática para defender bem e ter o contra-ataque. Não é fácil enfrentar o Flamengo. No intervalo, elogiei meu time apesar da derrota e acertei algumas coisas. Disse para ter calma para empatar. Continuamos lutando. Esperei até os 20 minutos para colocar minha equipe para a frente.

“Coloquei atacante descansado, tirei um zagueiro e arrisquei um pouco mais. Daríamos espaços, mas o Flamengo também iria se preocupar com a gente. Nós começamos a jogar da maneira que eu gosto, ofensivamente. Deu certo.”

O Grêmio chegou à sexta colocação no Brasileiro.

Graças aos dez minutos em que fez três gols no Flamengo de Tite…

Fonte: R7

Foto: Divulgação

Postagens relacionadas

Taça da Copa do Mundo de Futebol Feminino é apresentada no Palácio da Alvorada

Vilhena

ESPORTE E SAÚDE – ‘Todos aqui são vencedores’, diz prefeito David Almeida sobre a corrida ‘Manaus em Movimento’

Paulo Apurina

França vence Brasil e assume a ponta do grupo F do Mundial: 2 a 1

Paulo Apurina
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights