AMAZONAS CULTURA ECONOMIA

Nilton Lins capacita e empodera comunidades tradicionais do AM para o turismo sustentável

Em uma iniciativa pioneira, a Universidade Nilton Lins está transformando o cenário educacional e socioeconômico de comunidades tradicionais no Amazonas com a graduação, no final deste ano, da primeira turma de 20 moradores das Reservas de Desenvolvimento Sustentável do Rio Negro e do Uatumã no curso de Gestão de Turismo.

O projeto inovador, que teve início em 2022 em parceria com a Fundação Amazônia Sustentável, oferece o curso de forma remota, por meio da Educação a Distância, tornando a formação profissional mais acessível para estudantes distantes dos grandes centros urbanos e inclui ainda bolsas de estudo.

O curso da Nilton Lins concentra-se em capacitar as comunidades tradicionais para o desenvolvimento do turismo de base comunitária e para fomentar o empreendedorismo local e os acadêmicos são orientados a explorar oportunidades de negócios, especialmente no setor de hospedagem, passeios, restaurantes e outros serviços que já são oferecidos de maneira informal.

Renda e Sustentabilidade

O professor e coordenador do curso de Turismo da Nilton Lins, João Emanuel, destaca ainda, o poder da educação como ferramenta para capacitar e criar oportunidades para a população amazonense e a importância da qualificação para as comunidades envolvidas.

“Além das habilidades para gerir empreendimentos turísticos e proporcionar uma base econômica sólida a médio prazo, resultando na criação de novos empregos, a formação promove a valorização das ricas tradições culturais das comunidades”.

O professor também enfatiza que o curso aborda a necessidade de preservação ambiental. “Atividades que são grandes atrativos para os visitantes, como a pesca artesanal, caminhadas na floresta e passeios em rios e praias, somente são possíveis com o respeito à fauna, flora e à sustentabilidade”, ressalta.

O currículo do curso abrange disciplinas fundamentais, incluindo projeto hoteleiro, gestão de equipe, empreendedorismo, arte, cultura e patrimônio, além de gestão de eventos. Com a formatura da primeira turma se aproximando, o coordenador revela que o objetivo é expandir a iniciativa para outras comunidades tradicionais do interior do estado.

#cultura #economia #povosindígenas #uniniltonlins #amazonas

Postagens relacionadas

Deputado Roberto Cidade ressalta investimentos do Estado na infraestrutura de Manaus, durante inauguração do Trevo do Rodoanel

Paulo Apurina

Exposição celebra o Dia Mundial da Fotografia na FUnATI

Jamil Maciel

Novo Termo de Referência do EIV da Prefeitura de Manaus terá quatro versões para empreendimentos

Jamil Maciel
Verified by MonsterInsights