AMAZONAS SAÚDE

SES-AM orienta a população sobre os sintomas das síndromes respiratórias frequentes no período de chuvas

Para o período sazonal de SRAGs, o Governo do Amazonas colocou em prática medidas voltadas para o público infantil

O período marcado pelas fortes chuvas do chamado “inverno amazônico” traz consigo a alta incidência no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado, em especial em crianças. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) orienta a população sobre como identificar os casos e onde buscar atendimento.

A secretária da SES-AM, Nayara Maksoud, destaca que, durante o período sazonal de SRAGs, o Governo do Amazonas está colocando em prática medidas especiais, voltadas para o público infantil. Incluem a ampliação de leitos, reorganização do fluxo de atendimento, atuação em conjunto com a atenção primária e monitoramento diário das demandas nas unidades, com o objetivo de antecipar as ações, para evitar a superlotação da rede, garantindo, assim, total assistência aos pacientes. “Os hospitais infantis estão atuando com capacidade ampliada, com suporte laboratorial e de imagem, dentre outras medidas”, afirma Maksoud.

O médico pediatra Eugênio Tavares, da rede estadual de saúde, ressalta que é importante que a população fique atenta aos sintomas das SRAGs e saiba onde buscar atendimento médico.

Segundo o especialista, quando o quadro gripal é mais leve, caracterizado por tosse, febre baixa, vômitos (causados pela tosse), coriza, diarreia e sem cansaço, os pais devem levar os pequenos às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e aos Centros de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (CAICs). Essas unidades estão aptas a tratar qualquer infecção respiratória, de leve a moderada. “Não há necessidade de levar a criança para prontos-socorros”, observa o médico.

Nos casos de maior gravidade, quando apresentam vômito que não cessa, respiração ofegante com cansaço, febre superior a 39º graus, qualquer episódio de convulsão ou sinais de cianose (cor arroxeada), os pais devem ir de imediato a um pronto-socorro.

Para casos leves – atendimento

  • Nas Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura.
  • Em quatro unidades do CAIC, localizados em diferentes zonas de Manaus. São elas:

· CAIC José Carlos Mestrinho, na rua Sete de Abril, 12, bairro Alvorada;

· CAIC Dr. José Contente, no Centro de Convivência Padre Pedro Vignolia, na rua Tupinambá, 119, bairro Cidade Nova;

· CAIC Dr. Moura Tapajóz, no Cetam Galileia, na avenida Marginal Esquerda, 28, bairro Cidade Nova;

· CAIC Dr. Gilson Moreira, com atendimento no CAIC+ Especialidades Maria Helena, na avenida Cristã, 690, bairro Colônia Terra Nova.

Casos graves

A rede estadual de saúde conta com três Hospitais e Prontos-Socorros da Criança (HPSC), em Manaus:

· HPSC da Zona Sul, na Avenida Codajás, bairro Cachoeirinha;

· HPSC da Zona Oeste, na Avenida Brasil, bairro Compensa;

· HPSC da Zona Leste, “Joãozinho”, na Alameda Cosme Ferreira, s/n, bairro São José I.

#sesam #govam #amazonas

Postagens relacionadas

Futuro secretário de Segurança Pública do AM se reúne com Wilson Lima

Paulo Apurina

Polícia do Amazonas prende “Jack” que estava sendo procurado por estupro, estupro qualificado e roubo

Paulo Apurina

Governo do Amazonas concluiu mais de 100 obras no interior, com mais de R$ 1 bilhão em investimentos, entre 2019 e 2021

amazonaspix@gmail.com
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Verified by MonsterInsights