POLÍTICA

STJ mantém Wilson Lima no cargo e frustra oposição

A decisão da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de aceitar a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o govenador do Amazonas Wilson Lima (PSC), e, de descartar o afastamento do chefe do Executivo Estadual, frustrou a base de oposição que já sonhava com a desestruturação da atual gestão.

A oposição falava em provas “robustas” para justificar o afastamento do governador do Amazonas, mas, o mesmo convencimento não ocorreu por parte do relator Francisco Falcão e dos demais ministros do STJ, que resolveram manter o governador no comando do governo do Estado.

Para juristas, a decisão de não afastar o governador do Estado mostrou que não existe convencimento de fato na ação penal que busca criminalizar a cúpula do governo do Amazonas.

Ainda de acordo com juristas, a decisão do STJ de receber a denúncia contra o governador é considerada algo natural no processo em questão, levando em consideração a necessidade de investigação e entendimento sobre os questionamentos apontados.

Vitória

Cientistas políticos acreditam que a decisão sinaliza uma vitória política de Wilson Lima, que ganha tempo para apresentar defesa e argumentos.

Em resposta, o governador do Amazonas considerou a decisão sem fundamento e sem base concreta. Confira a nota na íntegra.

“Sobre a decisão de hoje, afirmo: as acusações contra mim não têm fundamento e tampouco base concreta, como ficará provado no decorrer do julgamento. Nunca recebi qualquer benefício em função de medidas que tomei como governador. A acusação é frágil e não apresenta nenhuma prova ou indício de que pratiquei qualquer ato irregular. Agora terei a oportunidade de apresentar minha defesa e aguardar, com muita tranquilidade, a minha absolvição pela Justiça. Tenho confiança na Justiça e a certeza de que minha inocência ficará provada ao final do processo”, afirmou o governador do Amazonas, Wilson Lima.

Postagens relacionadas

Prefeitura de Manaus apresenta agenda de reuniões públicas do plano municipal de cultura 2022

Jamil Maciel

André Mendonça diz que casamento entre pessoas do mesmo sexo é um direito

Jamil Maciel

Presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento com balanço de ações do governo

Jamil Maciel